Em onde-investir / acoes

Citi eleva preço-alvo de ação após balanço e nova perspectiva para câmbio

A corretora vê possibilidade de novos upsides para a ação devido ao espaço existente para diminuir o custo do piloto de Atlanta

Recomendação de compra
(Shutterstock)

SÃO PAULO – A equipe de análise da Citi Corretora reiterou a recomendação de compra das ações da QGEP Participações (QGEP3) e elevou o preço-alvo de R$ 7,90 para R$ 8 após a empresa divulgar seu balanço do primeiro trimestre e diante das novas perspectivas para o câmbio. O novo preço-alvo é 24% superior ao fechamento de terça-feira (16).

 A companhia reportou lucro líquido de R$ 42,8 milhões nos primeiros três meses do ano, valor 7,9% menor do que o observado no mesmo período de 2016. O desempenho refletiu a menor produção, que foi parcialmente compensada pelo aumento da receita financeira.

 “Nosso preço-alvo é baseado nos recursos sob produção e desenvolvimento, não atribuímos qualquer valor para os recursos prospectados nem para as reservas de petróleo em Atlanta devido à lucratividade atual do projeto quando comparado com nossa perspectiva de longo prazo para os preços do petróleo e o custo de capital”, explica a corretora

 Ainda assim, a Citi espera que a administração da QGEP decida se sancionará – ou não – o investimento dentro dos próximos dois anos e, portanto, não é esperado que os investidores atribuam qualquer valor para essa opção nos próximos 12 meses.

 A corretora vê possibilidade de novos upsides para a ação devido ao espaço existente para diminuir o custo do piloto de Atlanta. “Qualquer desconto aos atuais R$ 480 mil por dia poderia representar upside para o nosso case”, afirma a corretora.

 Além disso, a próxima rodada do leilão pela área com recursos do campo de Carcará no fim de outubro poderia implicar mudanças na estratégia da QGEP para o ativo e para o próprio valuation do ativo em termos de tempo para desenvolvimento e a entrada de novos players no consórcio, impactando no preço da ação.

 “A QGEP pode decidir participar do próprio leilão, o que impactaria a visão sobre sua posição de caixa, e, após o leilão, esperamos que o consórcio licenciado perfure novos poços em busca de novos recursos”, afirma a Citi.

 O Brasil ainda pode oferecer novas áreas exploratórias na bacia de Sergipe na sua próxima rodada e os resultados serão importantes para monitorar o interesse potencial e o valuation da área exploratória adquirida pela QGEP na região, segundo a corretora.

 

Contato