Em onde-investir / acoes

"Barata demais para ignorar", afirma Credit Suisse sobre ação; veja qual

Os analistas ainda esperam uma alta de quase 60% para papel

Credit Suisse - Bloomberg
(Chris Ratcliffe)

SÃO PAULO – O Credit Suisse divulgou relatório em que atribui a recomendação de Outperform (performance maior que a média do mercado) para os papéis da Mills (MILS3), mas cortou seu preço-alvo de R$ 18,00 para R$ 8,00 – o que ainda implica em um potencial de valorização de 58,73% em relação ao fechamento do dia 25 de agosto de 2015.

“Estamos próximos do fundo?”, questiona a equipe de análise da instituição financeira, que ainda destaca que os papéis da companhia estão "baratos demais para ignorar". “Nossas projeções atualizadas levam em conta um cenário conservador de crise prolongada e passo lento de normalização da lucratividade”, relatam os analistas.

Com isso, eles reduziram a expectativa de EBITDA (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações, na sigla em inglês) para R$ 202 milhões em 2015, R$ 194 milhões em 2016 e R$ 180 milhões em 2017. Mesmo assim, os analistas seguem acreditando na companhia.

O Credit Suisse ainda destaca que a visibilidade de demanda segue baixa e não há como negligenciar o potencial de futuras pressões de receita. No entanto, os resultados referentes ao segundo trimestre de 2015 trouxeram esperança de estabilização, com a companhia continuando a gerar caixa e receitas de aluguel caindo menos.

Além disso, a empresa não tem amortizações de dívida esse ano e apenas R$ 92 milhões em 2016, valor muito abaixo da expectativa de fluxo de caixa livre de R$ 171 milhões nos próximos 18 meses.

 

Contato