Em onde-investir / acoes

Ibovespa subiu quase 20% em dois meses; ainda dá para comprar ações?

Analistas têm opiniões divergentes sobre o que fazer na bolsa no momento atual

Ações em alta
(ShutterStock)

SÃO PAULO – Os últimos meses, definitivamente, não serão lembrados com tristeza por boa parte dos investidores em ações no Brasil. O Ibovespa, principal índice de ações do país, está em um forte rali e, desde o fechamento de 13 de março desse ano até o fechamento de ontem (5) marca alta de 19,46%. No acumulado do ano, o resultado também é bastante satisfatório: alta de 16,09%.

Grande parte dessa recente alta se deve ao maior fluxo de investidores estrangeiros na bolsa no Brasil, por conta da desvalorização do real frente ao dólar, que fez com que o mercado aqui ficasse mais atrativo. Além disso, o arrefecimento da crise política e a divulgação do balanço auditado da Petrobras referente a 2014 também são pontos que animaram a bolsa nas últimas semanas.

Para o analista do blog WhatsCall Pedro Galdi, essa alta tão forte não se justifica e o mercado deve virar para queda em breve. “Não dá para precisar exatamente até quando a alta vai seguir, mas o cenário econômico, de modo geral é ruim”, crava o especialista.

Galdi destaca, no cenário internacional, as incertezas em relação à China, o desempenho ainda fraco dos EUA, apesar de sua recuperação e as economias europeias ainda sofrendo com os problemas na Grécia. O cenário doméstico também não é bom, para o analista. Galdi ressalta que existe o risco do Brasil ter sua nota de crédito rebaixada pelas agências de risco, a inflação alta, o desemprego subindo e o fraco cenário em relação à indústria.

Assim, o especialista sugere alocações mais defensivas nesse momento. Entre as escolhas sugeridas por Galdi estão papéis do setor financeiro, como Cielo (CIEL3), Cetip (CTIP3) e BB Seguridade (BBSE3). Galdi relata que essas companhias têm margens excelentes e resultados fortes e não são tão afetadas pelo cenário mais fraco atual.

Já o analista Leandro Martins, da Walpires Corretora, tem uma visão mais otimista. “O Ibovespa deve buscar sim o patamar de 60 mil pontos. A visão otimista se mantém mesmo com a alta e, caso existam correções, elas serão pontuais, uma vez que o mercado não sobe em linha reta”, assegura o especialista.

Para Martins, que recomenda suas ações com base na análise técnica, não existe um setor específico que se destaque na bolsa, mas sim bons papéis, como o da Natura (NATU3) e o da Braskem (BRKM5), ambos recomendados por ele. Os dois papéis registraram forte queda em 2015 e agora têm configurações gráficas a seu favor que indicam um bom momento de entrada, de acordo com o especialista.

 

Contato