Em onde-investir / acoes

Tenho R$ 53 mil na poupança e R$ 10 mil em ações; mudo ou deixo como está?

Educador financeiro André Massaro responde a pergunta de leitor

cofrinho
(Getty Images)

Pergunta do leitor:

Olá, tenho 56 anos e possuo R$ 53 mil na caderneta de poupança. Também tenho R$ 10 mil em ações. Minha renda é baixa, de R$ 1,5 mil, mas já tenho casa própria. Não sei se vou precisar dos R$ 53 mil imediatamente, pois não tenho planos. Vocês podem me ajudar sobre onde aplicar os R$ 53 mil?

 Obrigado

Leitor: R.

 Resposta do educador financeiro André Massaro:

A parte em ações não é interessante mexer. Como o patrimônio é relativamente pequeno, é melhor não aumentar a exposição em renda variável. Já esses R$ 53 mil em renda fixa poderiam ser melhor aplicados se fossem para CDBs* ou Tesouro Direto (talvez os dois, em proporções similares).

No entanto, se seu depósito na caderneta de poupança é a “poupança antiga”, é interessante não mexer, pois na eventualidade de os juros voltarem a cair (pouco provável no curtíssimo prazo, mas factível no médio/longo prazo), ela será um investimento excelente, com uma rentabilidade garantida.

*No caso do CDB pós-fixado, é importante negociar uma taxa maior com o banco (o CDB pós paga um percentual do CDI. O ideal é conseguir 100% ou mais). Bancos menores costumam oferecer CDBs com taxas mais atrativas, por conta do risco de crédito mais elevado. No entanto, este risco pode ser mitigado com a aplicação de no máximo R$ 250 mil em CDB por instituição, valor que é garantido pelo FGC (Fundo Garantidor de Créditos) em caso de ‘quebra’ do banco.

André Massaro é consultor e educador financeiro, além de escritor e apresentador do programa TopMoney

 

Contato