Em onde-investir / acoes

5 maneiras de investir que Warren Buffett usa e você não

Você irá conseguir fazer igual Warren Buffett? Vá em frente. Buffet ainda lhe diz como

Warren Buffett - Berkshire Hathaway - Omaha - 05/05/12
(Lane Hickenbottom/Reuters)

SÃO PAULO - A maioria dos investidores tentam imitar Warren Buffett, assim como tentam imitar os movimentos do jogador David Beckham antes de marcar um gol. "Você irá conseguir fazer igual Beckham? Provavelmente não. Você irá conseguir fazer igual Warren Buffett? Vá em frente. Buffet ainda lhe diz como", aponta o colunista Jonathan Burton, em artigo do site MarketWatch.

Ele aponta que os blocos de construção da carteira de investimentos da Berkshire Hathaway estão contidos na carta amplamente lida pelos acionistas que Buffett escreve todos os anos. Na última edição que foi publicada, suas 24 páginas oferecem otimismo e lições práticas para investir na bolsa e em si mesmo.

“O mercado americano vai fazer muito bem aos investidores ao longo do tempo”, escreveu Buffett. “E as ações irão bem com a mesma certeza, uma vez que o destino delas está ligado ao desempenho dos negócios. Reveses periódicos irão ocorrer, sim, mas os investidores e gestores estão em um jogo que é fortemente voltado ao favor de cada um deles.”

1. Quase não conta
O acionista do Berkshire mais decepcionado com os resultados da empresa em 2012 provavelmente foi o próprio Buffett.

Embora o Berkshire tenha terminado o ano passado US$ 22,8 bilhões mais rico, após ter gastado US$ 1,3 bilhão para comprar ações de volta, Buffett descartou a performance “subpar”, já que o aumento de 14,4% no valor contábil da companhia foi menor do que o retorno total de 16% de seu benchmark, o S&P 500.

“É nosso trabalho aumentar o valor de negócio intrínseco... Em um ritmo mais rápido do que os ganhos de mercado da S&P”, escreveu Buffett em sua carta aos acionistas. Caso contrário, ele acrescenta, um investidor poderia simplesmente comprar um fundo de índice de baixo custo da S&P.

Mas Buffett se recusa a ser infeliz. “Vamos manter o pé no chão”, disse ele. “Eu e o Charlie (vice-presidente da empresa) esperamos construir um valor intrínseco por ação, melhorando o poder aquisitivo de várias de nossas subsidiárias, aumentando assim ainda mais os ganhos por meio de aquisições.”

2. Acredite em suas melhores ideias
Buffett refere-se à American Express, a Coca-Cola, a IBM e a Wells Fargo como os quatro investimentos preferidos da Berkshire – e ele faz isso com um indisfarçável orgulho.

“As quatro empresas possuem negócios maravilhosos e são dirigidas por gestores que são muito talentosos”, escreve Buffett. “Nós preferimos muito possuir uma porção não controlada, mas substancial, de um negócio maravilhoso a possuir 100% de um negócio mais ou menos.”

Essas duas declarações falam por si só. Muitas vezes, os investidores se concentram em um produto ou título e não dão atenção suficiente à forma como a gerência toma as decisões.

3. Seja fiel ao seu estilo
Em sua carta, Buffett diz que está sob pressão para usar o dinheiro substancial da Berkshire para pagar dividendos aos seus acionistas. Ele diz que entende essa necessidade das pessoas.

Porém, ele explica porque isso não irá ocorrer enquanto ele estiver no poder:

Buffett gosta de dividendos – muitas das ações em carteira da Berkshire oferecem pagamentos atrativos e têm sido cada vez mais generosas para os acionistas ao longo dos anos. Mas ele está convencido de que a Berkshire pode usar seu dinheiro em produção, maneiras de agregar valor, tais como reinvestir nas explorações existentes ou fazer novas compras.

“Eu fiz muitos erros em aquisições e vou fazer mais”, escreveu Buffett. “No geral, no entanto, nosso registro é satisfatório, o que significa que os acionistas são muito mais ricos hoje do que seriam se os fundos que usamos para aquisições tivessem sido dedicados a compartilhar dividendos.”

4. Fique aberto a mudanças
O Buffett de 82 anos tem muito em comum com o de 32 anos, um caçador de barganhas que construiu uma parceria de investimentos privados bem sucedidos em Omaha.

No entanto, hoje em dia a pesquisa dele é acompanhada por dois deputados de investimento, Todd Combs e Ted Weschler, que compartilham da forma independente de gerenciar partes do portfólio da Berkshire, de US$ 88 bilhões.

Dar a seleção de ações para qualquer um que não tenha o nome Buffett é um gesto à idade avançada e as preocupações sobre o futuro da empresa depois que ele e o Charlie não estiverem mais envolvidos.

Buffett está claramente satisfeito com sua progênie escolhida. Recentemente Combs e Weschler receberam mais dinheiro para gerenciar – quase US$ 5 bilhões cada. “Temo o Jackpot com esses dois”, escreveu Buffett. “Em 2012, cada um superou o S&P com margem de dois dígitos. Eles me deixaram na poeira também.”

5. Seja paciente, espere sua vez
Os investidores de valor normalmente seguram as ações por anos, mas também podem esperar anos antes de comprar.

O preço é tudo. “Um negócio com a economia fantástica pode ser um mau investimento, se o preço pago for excessivo”, escreveu Buffett.

Ele também sustenta que uma empresa em uma indústria em declínio pode ser um investimento decente se o preço da compra tiver um forte desconto.

É por isso que a Berkshire tem comprado muitos jornais. Já foram adquiridos 28 jornais diários ao longo de 15 meses, a um custo de US$ 344 milhões. Publicações impressas em geral têm sido vazadas ela internet, o que significa que dois devotos de jornais como Buffet e Charlie possam comprá-los mais baratos.

Comente, reinvista, reinvente – tal pensamento sobre investimentos guiou o sucesso de Buffett.

“Charlie e eu acreditamos em um funcionamento com muitas camadas redundantes de liquidez”, finalizou Buffett.

 

Contato