Conteúdo editorial apoiado por

15 ações estrangeiras para fevereiro: big techs são destaque, mas Meta fica de fora; veja lista

A mais recomendada foi a Alphabet, mencionada por cinco das sete instituições consultadas

Lucas Gabriel Marins

Publicidade

A Meta foi um dos grandes destaques da temporada de balanços da semana passada por causa dos resultados bem acima do esperado e do lançamento do seu programa de pagamento de dividendos. A companhia, no entanto, não apareceu na lista de ações internacionais recomendadas para este mês.

O InfoMoney analisou carteiras de papéis estrangeiros sugeridas por sete instituições financeiras diferentes. Cerca de 50 empresas foram citadas pelas gestoras. Dentre elas, 15 foram mencionadas pelo menos duas vezes. (Veja lista completa abaixo).

Apesar de a Meta ter ficado de fora, a “7 Magníficas” (grupo com empresas com alto desempenho) foram destaque – Alphabet, Microsoft, Amazon, Nvidia e Apple receberam pelo menos dois apontamentos. A Tesla, do bilionário Elon Musk, também não entrou na lista de indicações.

Planilha Gratuita

Fuja dos ativos que rendem menos com essa ferramenta gratuita

Baixe a Calculadora de Renda Fixa do InfoMoney e compare a rentabilidade dos ativos

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

A Alphabet, que decepcionou o mercado na semana passada com a receita de anúncios, foi a estrela de fevereiro, com cinco recomendações. De acordo com o Santander, a empresa é um bom negócio porque “domina mercados-chave na internet”, como o de buscas online e streaming de vídeos, e desenvolveu o Android, “o mais popular sistema operacional de celulares”.

A Ágora Investimentos, que também colocou a empresa no portfólio deste mês, disse que a gigante das buscas, por ser líder no mercado de pesquisas, “se beneficia à medida que o número de utilizadores de suas ferramentas aumentam, elevando a receita com publicidade digital”.

O consenso aponta um preço-alvo de US$163,1 para os papéis da Alphabet, o que representaria um ganho de 13,60% diante do preço de negociação desta segunda-feira (5), de US$ 143,54, segundo dados do Trading View.

Inteligência artificial

Em relação a Microsoft, Nvidia e Alphabet, a tese de investimento continua sendo a inteligência artificial, escreveram analistas do BTG Pactual. “Estamos otimistas com os desenvolvimentos recentes no campo da inteligência artificial e large language model [modelos de aprendizados de máquina], com a Nvidia sendo uma das maiores beneficiárias no fornecimento de data centers”.

Além das big techs, outro destaque foi o JPMorgan Chase, que encerrou o ano fiscal de 2023 registrando lucro anual recorde. A empresa é “reconhecida por sua solidez financeira, experiência em mercados globais e capacidade de fornecer soluções personalizadas para seus clientes”, disse a equipe da XP.

Veja a seguir as ações estrangeiras mais recomendadas para fevereiro:

EmpresaSegmentoRecomendaçõesRetorno no mês (%)*Retorno acumulado de 12 meses (%)
Alphabet (GOOGL)Tecnologia5+2,65+38,67
Microsoft (MSFT)Tecnologia4+11,44+58,88
Amazon (AMZN)Consumo4+15,15+55,84
JPMorgan (JPM)Financeiro4+1,67+24,81
Nvidia (NVDA) Tecnologia3+39,33+215,05
Apple (AAPL) Tecnologia3+0,88+24,82
Coca Cola (KO)Consumo3+1,02 -0,43
Alibaba (BABA) Consumo2-4,91-33,50
Eli Lilly (LILY) Farmacêutica3+11,28+99,90
Johnson & Johnson (JNJ)Saúde2-2,51-3,92
Mastercard (MA)Financeiro2+9,35+8,60
Visa (V)Financeiro2+7,21+18,47
Berkshire Hathaway (BRK)Financeiro2+7,32+24,41
Disney (DIS)Entretenimento2+7,65-12,23%
Mercado Livre (MELI)Consumo2+17,02+43,43
Santander, BTG Pactual, Guide, XP Research, Ágora Investimentos, Inter Invest e GeoCapital
*Data de análise: entre 5 de janeiro e 5 de fevereiro

Lucas Gabriel Marins

Jornalista colaborador do InfoMoney