Alphabet, dona do Google, tem receita de anúncios decepcionante; ações caem forte

O Google enfrenta forte concorrência de dois players que têm chamado a atenção do mundo corporativo, a OpenAI, criadora do ChatGPT, e seu financiador, a Microsoft

Reuters

Logo do Google durante feira de tecnologia em Las Vegas 10/01/2024 REUTERS/Steve Marcus

Publicidade

(Reuters) – As vendas de publicidade da Alphabet durante a temporada de férias decepcionaram Wall Street nesta terça-feira, ficando abaixo das expectativas e ofuscando os investimentos da gigante de tecnologia em inteligência artificial e nuvem.

As ações caíam mais de 4% nas negociações pós-mercado.

O Google enfrenta forte concorrência de dois players que têm chamado a atenção do mundo corporativo, a OpenAI, criadora do ChatGPT, e seu financiador, a Microsoft.

Masterclass

As Ações mais Promissoras da Bolsa

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

E-mail inválido!

Ao informar os dados, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

O Google está trazendo um poderoso conjunto de modelos chamado Gemini para o Bard, rival do ChatGPT.

A empresa fechou um acordo para investir até 2 bilhões de dólares na startup de IA Anthropic, enquanto corteja clientes das grandes rivais do setor em nuvem Microsoft e Amazon. A companhia também está disponibilizando o Gemini para anunciantes, garantindo que seus investimentos continuem fluindo para o negócio de buscas do Google.

Ainda assim, a Alphabet enfrenta desafios. O impulso publicitário da IA ​​pode permanecer distante, em meio às preocupações de que incertezas geopolíticas e econômicas possam desencorajar compradores de anúncios.

Continua depois da publicidade

Neste contexto, a Alphabet ficou aquém das expectativas em termos de receitas publicitárias, registrando 65,5 bilhões de dólares no quarto trimestre, enquanto analistas estimavam, em média, 66,1 bilhões de dólares, de acordo com dados da LSEG. Um ano antes, a receita havia sido de 59,0 bilhões de dólares.

A Alphabet tem enfrentado forte concorrência por orçamentos publicitários de outras plataformas online, como Facebook, Instagram, TikTok e Amazon.com, além dos sinais econômicos mistos nos Estados Unidos.

A receita geral para o trimestre encerrado em 31 de dezembro foi de 86,3 bilhões de dólares, ante estimativas de 85,3 bilhões de dólares, segundo dados da LSEG.