Ações

“Ações do Itaú podem ter desempenho acima da média do mercado”, diz Votorantim

Segundo a corretora, as ações do Itaú têm potencial para valorizar 28,79% até o fim de 2014, enquanto os papéis do Bradesco podem ter um upside de até 16,58% nos próximos cinco meses

Por  Arthur Ordones

SÃO PAULO – A Votorantim Corretora afirmou que, dado o cenário macroeconômico desafiante, o Itaú Unibanco (ITUB4) e o Bradesco (BBDC4) devem permanecer com um apetite de risco moderado em novos empréstimos, para evitar um agravamento da taxa de inadimplência. No entanto, segundo a instituição, as previsões para as ações do Itaú são melhores e devem performar acima da média do mercado, enquanto às do Bradesco devem andar em linha.

De acordo com relatório da Votorantim, dados de crédito do Banco Central confirmam que é preciso ter uma abordagem cuidadosa em relação aos bancos, mas outros dados recentes trouxeram alguns sinais mistos. “Linhas de crédito mais seguras (folha de pagamento e hipotecas) foram crescendo a um ritmo forte, refletindo o aumento do conservadorismo dos bancos, que liderou o índice de inadimplência para melhorar ao longo dos últimos meses, com exceção de maio, quando o índice aumentou 10 pontos básicos, chegando a 3,1%. Este pequeno aumento acabou gerando uma preocupação entre os participantes do mercado, o que acreditamos ser injustificada, já que o índice de inadimplência ainda é baixo. Assim, esperamos que essa tendência de alta possa continuar”, afirmou.

Ainda segundo eles, o bom nível de rentabilidade do Itaú deverá persistir. “Estamos mantendo nosso preço-alvo para as ações do Itaú Unibanco em R$ 43,80 até o fim de 2014”, disse. De acordo com o preço atual, de R$ 34,01, a Votorantim espera um upside de 28,79%, em pouco mais de cinco meses. “A maior parte dessa melhoria veio com o resultado da impressionante qualidade dos ativos (atingiu o menor nível desde a fusão com o Unibanco), permitindo uma boa gestão de despesas de provisionamento, combinado com um forte desempenho em receitas de serviços e controle rigoroso sobre os custos”, completou.

Já em relação às ações do Bradesco, o preço-alvo da corretora é de R$ 40,00, o que representa um upside de 16,58%, visto que o preço atual é de R$ 34,31. “Embora a estratégia do Bradesco seja muito semelhante à do Itaú, espera-se um nível de rentabilidade um pouco menor quando se compara os dois bancos, principalmente, devido aos fracos ganhos de tesouraria”, finalizou.

Compartilhe