Wal-Mart enfrenta aversão ao consumo e vê lucro trimestral de US$ 3 bilhões

Vendas líquidas totalizam US$ 93 bilhões, recuo de 0,6% na comparação anual; papéis sobem 0,5% no pré-market dos EUA

Por  Valter Outeiro da Silveira -

SÃO PAULO – Em tempos marcados por baixa propensão aos gastos, o Wal-Mart divulgou seu resultado operacional do primeiro trimestre fiscal, com lucro líquido de US$ 3,02 bilhões, montante em linha com o lucrado no mesmo período do ano passado.

Já as vendas líquidas totalizaram US$ 93,47 bilhões, decréscimo de 0,6% na comparação em bases anuais. Cabe ressaltar os efeitos negativos do câmbio, dadas as baixas de US$ 4,836 bilhões por conversões entre moedas estrangeiras e o dólar.

“Estamos felizes de reportar que nosso ano fiscal mostra um início muito bom”, afirmou Mike Duke, presidente e CEO (Chief Executive Officer) da varejista. “Esses resultados nós conseguimos mesmo em meio a uma economia global desafiante”, completa.

Ações sobem

Os papéis do Wal-Mart sobem 0,5% no pré-market de Wall Street.

Compartilhe