Covax

UE anuncia investimento de 400 milhões de euros em iniciativa global que busca vacina contra Covid-19

A Covax reúne recursos de diversos países para acelerar a criação de uma vacina eficaz contra a Covid-19 e tornar o acesso mais equitativo entre as nações

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Nesta segunda-feira (31), a Comissão Europeia, instituição política que representa e defende os interesses da União Europeia (UE), anunciou que vai contribuir com 400 milhões de euros para uma iniciativa liderada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para a compra de vacinas contra a Covid-19.

Com o investimento, a UE confirma oficialmente sua adesão à Covax, uma iniciativa global que pretende tornar equitativo o acesso a uma vacina para a Covid-19, principalmente para países em desenvolvimento.

“Hoje, a comissão está anunciando uma contribuição de 400 milhões de euros para a Covax, a fim de trabalharmos juntos na aquisição de vacinas futuras em benefício de países de rendas baixa e média”, disse Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia.

Aprenda a investir na bolsa

Em comunicado, a comissão também disse que está pronta, junto com os países da UE, “para colocar especialização e recursos dentro da Covax, com o objetivo de acelerar o desenvolvimento, a fabricação e um fornecimento global de vacinas para cidadãos ao redor do mundo, em países pobres e ricos”.

Segundo informações da agência de notícias Reuters, a comissão da UE está negociando acordos para compra adiantada de vacinas contra a Covid-19 com diversas fabricantes, em nome dos 27 países que compõem o bloco.

Além disso, a UE também afirmou nas últimas semanas que os governos do bloco não podem adquirir vacinas por meio de programas de compras paralelos.

O que é a Covax?

Gerida pela Aliança para as Vacinas (GAVI), pela Coligação para a Inovação na Preparação para Epidemias (CEPI) e pela Organização Mundial de Saúde (OMS), a Covax é uma iniciativa que tem por objetivo acelerar o desenvolvimento e a fabricação de vacinas contra a Covid-19 e garantir que haja um acesso justo ao medicamento por todos os países do mundo.

A Covax está, neste momento, trabalhando com laboratórios e governos de diversos países para garantir acesso global e equitativo a uma vacina que se mostre segura.

Segundo dados divulgados pela OMS na semana passada, um total de 172 economias estão já envolvidas em discussões para participar da Covax. O Brasil é um desses países envolvidos.

PUBLICIDADE

Ainda de acordo com a OMS, o objetivo da Covax é, até ao final de 2021, distribuir dois bilhões de doses de uma vacina que se mostre segura e eficaz.

Segundo Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, a Covid-19 é um desafio de saúde global sem precedentes e que só pode ser enfrentado com uma cooperação sem precedentes entre governos, pesquisadores, fabricantes e parceiros multilaterais.

“Reunindo recursos e agindo em solidariedade por meio da Covax, podemos garantir que, uma vez que uma vacina contra a Covid-19 esteja disponível, ela estará disponível de forma equitativa para todos os países”, explicou o diretor.

Newsletter InfoMoney
Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.