Estatal

Tesouro diz que não conta com dividendos da Petrobras para melhorar receita

"Não posso exigir que empresa pague dividendos se ela está buscando recuperar sua atividade", comentou secretário do Tesouro Nacional

Aprenda a investir na bolsa

BRASÍLIA (Reuters) – O governo não conta com o recebimento de dividendos da Petrobras (PETR3; PETR4) este ano, disse nesta quinta-feira o secretário do Tesouro Nacional, Marcelo Saintive, em mais um dado que reforça dúvidas sobre o desempenho das contas públicas em 2015.

“Não posso exigir que empresa pague dividendos se ela está buscando recuperar sua atividade”, comentou.

Em 2014, a estatal registrou prejuízo de 21,6 bilhões de reais após contabilizar perdas de 6,2 bilhões de reais por corrupção e reduzir em mais de 44 bilhões de reais o valor de seus ativos.

Aprenda a investir na bolsa

Os repasses deste ano seriam referentes ao exercício fiscal da companhia de 2014.

Saintive comentou que a companhia vem se recuperando, mas que ainda assim não cabe falar em antecipação para 2015 de dividendos do exercício deste ano.

De janeiro a maior deste ano, não houve pagamentos de dividendos da Petrobras à União, num resultado bem distinto do verificado em igual período do ano passado, quando os pagamentos somaram 2,013 bilhões de reais.

Em termos gerais, os dividendos pagos por estatais federais à União somaram 2,917 bilhões de reais entre janeiro e maio deste ano, 67,6 por cento menor ante 9 bilhões de reais em igual período do ano passado.

O baixo ingresso de dividendos no caixa da União é uma dificuldade a mais para o governo cumprir a meta de superávit primário de 2015 de 66,3 bilhões de reais, equivalente a 1,1 por cento do Produto Interno Bruto (PIB). Em 12 meses encerrados em abril, essa economia de gasto para o pagamento de juros da dívida estava negativa em 0,76 por cento do PIB.

 

PUBLICIDADE

(Reportagem de Luciana Otoni e Marcela Ayres)