Entenda

Starbucks pode vender operações no Brasil, diz Valor

O jornal apurou que o acordo entre o Starbucks e a SouthRock terá validade de 20 anos, podendo se estender por mais 20

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – As operações do Starbucks no Brasil podem ser vendidas para a empresa de private equity SouthRock, de acordo com informações do Valor Econômico. A proposta estabelece que a SouthRock se torne a máster franqueada da rede e proprietária das 105 lojas do Starbucks no Brasil.

O jornal ainda apurou que o acordo entre as empresas terá validade de 20 anos, podendo se estender por mais 20. Procurado pelo jornal, o Starbucks confirmou somente que assinou um “acordo de licenciamento com a SouthRock para que uma de suas subsidiárias opere três lojas no Aeroporto Internacional de Guarulhos”, em São Paulo.

A venda das operações teria como objetivo “acelerar a expansão” da rede no país nos próximos três anos: as discussões entre as empresas preveem a abertura de 60 novas lojas no país para os próximos três anos, concentrando-se em cidades como Rio de Janeiro e São Paulo.

PUBLICIDADE

Desde 2010, quem comanda 100% das operações do Starbucks no Brasil é a própria Starbucks Corporation. Antes disso, a empresa era controlada pela Cafés Sereia do Brasil, que detinha 51% do negócio, os restantes 49% controlados por americanos.