Disparada

Small cap sobe até 55% em 2 dias e empresa diz desconhecer o motivo

Ontem as ações voltaram a subir e chegaram a uma alta de 23% na máxima do dia, com volume de negócios muito acima da média, registrando 570 mil no total

Por  Marina Neves

SÃO PAULO – Fora do radar dos investidores, as ações da Teka (TEKA4) dispararam por dois dias seguidos – 25,8% na terça-feira (26) e 2,56% na quarta-feira (27), após chegar a subir 23% no intraday. Do fechamento de segunda (R$ 0,31) até a máxima de quarta (R$ 0,48), os papéis PN da empresa chegaram a subir 55%. Aliado a isso, o papel apresentou um volume financeiro muito acima da média, superando na última sessão os R$ 570 mil – a média dos 21 pregões anteriores era de R$ 53 mil por dia.

De olho na movimentação e no volume atípicos, a BM&FBovespa pediu esclarecimentos à companhia sobre os motivos desta disparada. Em comunicado divulgado na quarta-feira pouco antes do pregão e assinado pelo diretor presidente da empresa, Frederico Kuehnrich Neto, a companhia declarou que desconhece os motivos das altas.

A Teka é uma das maiores companhias de artigos de cama, mesa e banho da América Latina, com três unidades fabris em Blumenau, Indaial e Artur Nogueira e produz, anualmente, 20 mil toneladas do produto. Com histórico de dívidas, a companhia entrou em 2012 com processo de recuperação judicial que se estendeu por um ano até ser aprovado. A empresa tinha uma dívida de R$ 258,15 milhões e entrou com pedido de recuperação judicial em 26 de outubro de 2012.

Compartilhe