Plano de longo prazo até 2025

Samsung planeja investir US$ 11 bi em telas da próxima geração

O investimento deve ajudar a gerar 81 mil empregos

Galaxy Note dez da Samsung expostos em uma loja com uma placa da marca.
(Shutterstock)

(Bloomberg) — A Samsung Display planeja investir 13,1 trilhões de wones (US$ 11 bilhões) para desenvolver e fabricar telas da próxima geração, em resposta à ampla oferta e pressão de preços dos ágeis rivais chineses.

Em evento que contou com a presença do presidente coreano Moon Jae-in e do vice-presidente da Samsung Electronics, Jay Y. Lee, o investimento foi apresentado como uma medida para reorganizar o segmento de telas, mantendo a liderança global da Samsung e o domínio estabelecido da Coreia.

O governo investirá cerca de 400 bilhões de wones em telas da próxima geração para impulsionar esse objetivo, disse Moon.

PUBLICIDADE

A unidade da Samsung vai construir uma linha de produção de telas de pontos quânticos em Asan, segundo comunicado da empresa, com previsão de iniciar as operações a partir de 2021 com capacidade mensal inicial de 30 mil painéis acima de 65 polegadas.

A produção será ampliada a partir daí, com um plano de desenvolvimento de longo prazo até 2025. O investimento deve ajudar a gerar 81 mil empregos, acrescentou a empresa.

A Samsung e a concorrente também coreana LG Display enfrentam maior competição de fornecedores chineses, como a BOE Technology, que nos últimos anos aumentaram a capacidade de produção de telas de cristal líquido e avançam cada vez mais em telas da próxima geração.

Para compensar o declínio das margens e a perda de clientes, a Samsung está acelerando o desenvolvimento de telas de pontos quânticos.

Invista seu dinheiro para comprar seu próximo gadget. Abra uma conta na XP – é de graça.