Teleconferência

Programa de redução das perdas está calcado em gestão, afirma Equatorial

“Tecnologia é bom para ajudar, mas a gente acredita que a solução para a redução das perdas está na gestão”, diz diretor de RI da companhia

Por  Nara Faria

SÃO PAULO – O diretor financeiro e de relação com investidores da Equatorial Energia (EQTL3), Eduardo Haiama, afirmou que o programa de redução das perdas desenvolvido pela companhia não está baseado em tecnologia, e sim na eficiência da gestão.

“Tecnologia é bom para ajudar, mas a gente acredita que a solução para a redução das perdas está na gestão”, afirma em teleconferência de análise dos resultados do terceiro trimestre realizado nesta sexta-feira (26).

De acordo com relatório divulgado pela companhia, as perdas de energia dos últimos 12 meses encerrados no terceiro trimestre, representaram 20,8% da energia requerida, com redução de 0,4 ponto percentual em relação aos 21,2% verificados no mesmo período do ano passado.

No caso da Cemar – concessionária de distribuição de energia elétrica maranhense controlada pela Equatorial -, o controle das perdas foi realizado por meio de um planejamento das suas causas.  “No caso da Cemar e em outras empresas as regras para que ocorra a redução das perdas são calcadas na meritocracia e resultados.São procedimentos simples, mas a gente acredita na simplicidade para obter resultados”, completa.

A companhia informou ainda em relatório que foi feita uma revisão na forma de cálculo do percentual de perdas não-técnicas sobre o mercado de baixa tensão, o que, segundo a empresa, alterou inclusive os valores historicamente divulgados pela companhia.

Leia mais:

Ação da Equatorial chega a cair mais de 3% após anunciar oferta de ações

Equatorial anuncia oferta pública de ações, pretendendo levantar R$ 1 bi

Regra do 3º ciclo de revisão não deve ser aplicada à Equatorial em 2013

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Compartilhe