Petróleo

Produção antecipada da Petrobras do campo de Búzios entra em operação

De acordo com nota da empresa, esta será a primeira produção em larga escala e de longa duração na área da cessão onerosa

A Petrobras (PETR3; PETR4) informa que entrou em operação nesta semana, mais especificamente na terça-feira, 10, o sistema de produção antecipada do campo de Búzios, na Bacia de Santos. De acordo com nota da empresa, esta será a primeira produção em larga escala e de longa duração na área da cessão onerosa. O contrato entre União e Petrobras permite pesquisa e produção de petróleo e gás natural em um conjunto de áreas e campos do pré-sal da Bacia de Santos até o limite de 5 bilhões de barris de óleo equivalente.

A produção no campo de Búzios, a 200 quilômetros da costa do Rio de Janeiro e profundidade de 1,6 mil a 2,1 mil metros, por meio do navio plataforma Dynamic Producer, interligado ao poço 2-ANP-1-RJS, é restrita a 15 mil barris de petróleo por dia, em função de limitação no aproveitamento de gás. A intenção é produzir durante seis meses e coletar informações para a otimização do primeiro sistema de produção definitivo do campo, que utilizará a plataforma P-74, em fase final de conversão no estaleiro Inhaúma, no Rio de Janeiro.