Entrevista ao Valor

“Papa do valuation”, Damodaran diz não ter fé de que Petrobras encontrará seu caminho

Ao jornal Valor Econômico, Aswath Damodaran fez duras críticas ao governo brasileiro e à utilização das estatais como forma para promover interesses políticos

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em entrevista ao jornal Valor Econômico desta segunda-feira (15), o professor da Stern School of Business e considerado o “papa do valuation”, Aswath Damodaran, destacou um cenário bastante desolador para a Petrobras (PETR3;PETR4). 

“A Petrobras está além da redenção”, afirmou o professor, fazendo duras críticas ao governo brasileiro e à utilização das estatais como forma para promover interesses políticos. “A corrupção da Petrobras é só um sintoma. O grande problema é que, por décadas, a companhia tem sido exaurida em nome de objetivos políticos”, afirmou em entrevista por telefone ao jornal. 

Damodaran estará no Brasil nos dias 1 e 2 de julho para participar do seminário da HSM sobre valuation. Ele não tem Petrobras em seu portfólio, mas ainda possui ações da Vale (VALE3;VALE5), Ambev (ABEV3) e Embraer (EMBR3) dentre os papéis brasileiros. 

Aprenda a investir na bolsa

Ao jornal, o professor afirmou que o mercado de ações do Brasil se identifica com a Petrobras e que a empresa criou tal confusão que “sugou a energia do mercado”. Ele ainda destacou que o que a Petrobras está fazendo é quebrar a confiança entre os investidores. 

“Como a Petrobras é um símbolo tão forte do Brasil, o que acontece é que muitos investidores olham para o que está acontecendo e pensam: ‘por que isso também não pode acontecer com Vale, ou Embraer ou Natura ou qualquer outra companhia do País?'”

Em fevereiro, Damodaran fez um estudo em que detalhou os passos para a destruição bilionária de valor da Petrobras e destacou que, desde então, mesmo com uma nova administração, “nada mudou realmente”. 

“Há um caminho para a companhia voltar [a ganhar confiança] e ter uma chance de algum tipo de reorganização junto ao mercado, mas do jeito que está sendo administrada eu não tenho nenhuma fé de que a empresa vai encontrar esse caminho”, afirmou.