"The Bloomberg 50"

Os nomes mais influentes no mundo dos negócios em 2019; da Rihanna ao sanduíche do Popeye’s

Publicação é anual e seleciona quem fez a diferença em seu segmento de atuação

Cantora Rhianna posa sentada com um livro vermelho sob seu colo ao lado de muitas rosas
(Reprodução/Facebook)

SÃO PAULO – O que a Rihanna, um sanduíche de frango frito do Popeye’s e David Marcus, criador da criptomoeda Libra do Facebook, têm em comum?

Eles estão na lista de nomes de maior relevância em 2019, segundo uma lista elaborada pela Bloomberg, chamada “The Bloomberg 50″, e divulgada na última quarta-feira (4).

A publicação traz pessoas ou grupo de pessoas (com exceção do sanduíche) que impactaram de forma positiva alguns setores como a política, ciência e tecnologia, entretenimento, finanças e negócios neste ano.

PUBLICIDADE

O InfoMoney separou as listas referentes ao mundo das finanças e negócios. A publicação não especifica quais os critérios de divisão entre as categorias filtradas. Confira:

Negócios

Rihanna

Rihanna já tem um carreira consolidada no mundo do entretenimento, mas agora também despontou como uma empreendedora de sucesso. Em maio deste ano, a cantora, em parceria com a LVMH, dona da Louis Vuitton, lançou sua própria grife de luxo: a Fenty.

Assim, devido ao acordo entre a cantora e o conglomerado de luxo, a Bloomberg acredita que a ela é um dos principais nomes do mundo dos negócios deste ano.

Embora parcerias entre a indústria de luxo e personalidades não seja algo inédito, a nova grife é emblemática para o segmento de alto padrão.

E para LVMH também: com a parceria, a Rihanna passa a ser a primeira mulher a criar uma marca original para a holding e a primeira negra entre os líderes de marcas do grupo.

Sanduíche de frango frito do Popeye’s

O item mais curioso da lista produzida pela Bloomberg é o sanduíche de frango frito da rede Popeye’s – batizado de “The Sandwich”.  O “nome” entrou para o seleto grupo por conta do sucesso que fez neste ano.

PUBLICIDADE

O Popeye’s é uma rede de fast-food de 47 anos, que tem como principal produto o frango frito. Durante toda sua história nunca havia oferecido sanduíches em seu cardápio. Por isso, o lançamento do “The Sandwich” causou um alvoroço.

No fim do primeiro semestre, a rede anunciou em seu Twitter que venderia o sanduíche US$ 3,99 (cerca de R$ 16,7). O post viralizou rapidamente na rede social e o estoque do “The Sandwich”, que deveria suprir uma demanda de três meses, acabou em 14 dias.

O sanduíche foi um sucesso por todas as 2.400 lanchonetes espalhadas pelos Estados Unidos, e por isso, a novidade deve chegar na América Latina até o fim do ano, segundo a Popeye’s.

Rietesh Agarwal

Rietesh Agarwal é um empresário indiano, fundador e CEO da cadeia de hotéis Oyo Rooms.

Fundada em 2013, a rede é a segunda maior companhia do setor no mundo e ficou conhecida pelo seu crescimento disruptivo nesse último ano, com foco em hotéis econômicos.

De acordo com a Bloomberg, a rede de Agarwal deve ultrapassar a Marriott International Inc., a maior rede hoteleira do mundo, já no ano que vem.

Shari Redstone

Shari Redstone se tornou a presidente do novo grupo formado da fusão entre CBS, maior rede de TV aberta dos EUA, e Viacom, empresa dona de marcas como a Paramount, Comedy Central e MTV.

Segundo a Bloomberg, essa fusão era um desejo de Shari. Ainda, sua família é dona da National Amusements Inc., conglomerado de mídia e entretenimento, que possui participação significativa tanto na CBS, quanto na Viacom.

Kylie Jenner

A socialite, atriz e empreendedora Kylie Jenner se tornou a pessoa mais jovem do mundo a alcançar o primeiro bilhão com 21 anos. O feito chamou atenção da Bloomberg, já que ela superou Mark Zuckerberg, fundador e CEO do Facebook, que acumulou seu primeiro bilhão aos 23 anos – o mais novo a atingir a marca até então.

De acordo com a Bloomberg, a sua influência nas redes sociais – Kylie possui 152 milhões de seguidores no Instagram – somada ao valor de mercado da Kylie Cosmetics, empresa do setor de beleza, que ultrapassa US$ 1 bilhão, faz dela umas personalidades mais relevantes do ano no mundo dos negócios.

Ela, que é meia-irmã por parte de mãe das irmãs Kardashian, fundou sua empresa em 2016 aos 18 anos.

Doug McMillon

Após dois tiroteios em duas lojas do Walmart vitimarem 24 pessoas neste ano, Doug McMillon, CEO do grupo, veio a público anunciar mudanças drásticas na política de vendas de armas da varejista.

Ele afirmou que a rede deixará de vender diversos tipos de munição em suas lojas nos EUA.

Para a Bloomberg, a atitude do executivo foi muito importante para o debate sobre o controle de  armas nos EUA, ainda que as medidas possivelmente tenham um efeito negativo no faturamento da varejista.

As medidas reduzirão a participação do Walmart no mercado de armas americano para algo entre 6% e 9%, antes os atuais 20%.

Emma Walmsley

Emma é CEO da GSK, companhia especializada em cuidados com a saúde, e se tornou uma figura relevante no mercado de medicamentos após adquirir por US$ 5,1 bilhões a Tesaro Inc., farmacêutica especializada em quimioterapia e desenvolvimento de medicamentos contra o câncer.

A Bloomberg afirma que a Emma é uma empreendedora de sucesso, que consegue lucrar vendendo remédios contra o câncer e ao mesmo tempo investir em pesquisas sobre a doença.

Ann Sarnoff

Desde que se formou na universidade nos anos 80, Ann sempre trabalhou na mídia americana e em grandes canais de televisão. Ela chegou a ser produtora de séries como Doctor Who e Top Gear.

Ela assumiu o posto de CEO da Warner Bros, produtora americana de filmes, neste ano, o que ljhe rendeu u a vaga entre este seleto grupo.

Essa é a primeira vez que o estúdio criado em 1923 pelos irmãos Warner tem uma mulher como diretora executiva.

Zhang Yong e Shu Ping

Zhang Yong, co-fundador e presidente da HaiDiLao International, uma rede chinesa de comida, e Shu Ping, co-fundadora da empresa e esposa de Yong, tiveram o melhor ano para seus negócios, segundo a publicação.

Em 2019, o casal viu a expansão da sua rede de restaurantes gerar números impressionantes. Entre março e setembro deste ano, a empresa abriu 130 novos pontos e fez com que o patrimônio do casal crescesse 74% durante o período.

Para a Bloomberg, até o fim de 2019, o casal deve dobrar o patrimônio.

Vicki Hollub

Vicki Hollub é engenheira e CEO da Occidental Petroleum, empresa internacional de extração e exploração comercial de petróleo e gás. Foi a primeira mulher a chefiar uma empresa americana desse segmento na história.

Ela ganhou destaque neste ano por conta de seu papel fundamental na aquisição da Anadarko Petroleum, empresa envolvida na exploração de hidrocarbonetos, pela Occidental Petroleum por US$ 55 bilhões no segundo semestre.

Kevin Mayer

Kevin Mayer, executivo responsável por presidir a equipe de contato com o consumidor e a divisão internacional da Disney, teve um papel decisivo na estreia do serviço de streaming do conglomerado, o Disney+, segundo a avaliação da Bloomberg.

Mayer se formou em Harvard e foi trabalhar na área de planejamento estratégico da Disney ainda nos anos 1990. O executivo foi um dos principais articuladores da compra da Pixar, da Marvel e da Lucasfilm – grandes aquisições da Disney nos últimos anos.

Boris Jordan

Boris Jordan é CEO da CuraLeaf, a maior produtora e distribuidora de cannabis dos Estados Unidos em participação de mercado.

A empresa possui mais de 40 centros de distribuição e operação de maconha medicinal em 12 estados americanos, além de diversas lojas focadas no uso recreativo da droga.

Segundo a Forbes, a Cureleaf é a sexta empresa mais valiosa do mundo do segmento, com um valor de mercado aproximado em US$ 2,5 bilhões.

Segundo a Bloomberg, Jordan é um dos principais nomes do mundo dos negócios por conta do caráter inovador do empresário, apostando em um mercado inusitado e incerto. Além disso, Jordan tronou-se o primeiro bilionário da indústria da cannabis, com uma fortuna estimada em US$ 1,1 bilhão.

Ethan Brown

Ethan Brown é CEO da Beyond Meat, produtora de substitutos de carne à base de plantas, com sede em Los Angeles, e um dos “empresários do futuro”, segundo a Bloomberg.

Desde o IPO da companhia em abril deste ano, as ações valorizaram cerca de 200%. Segundo a publicação, o valor de mercado da Beyond Meat é de cerca de US$ 4,5 bilhões.

Alex Blumberg e Matt Lieber

A dupla Alex Blumberg e Matt Lieber ficaram milionários após a Gilmet Media, empresa de mídia digital e podcasts, ser comprada pelo Spotify por US$ 230 milhões.

A dupla foi eleita como relevante para o mundo dos negócios porque a aquisição foi a maior da história no segmento de podcasts.

Além da Gilmet, o serviço de streaming também adquiriu o aplicativo Anchor e deseja expandir ainda mais sua linha de podcasts.

Brian Niccol

Brian Niccol é CEO da Chipotle Mexican Grill, companhia de restaurantes americana especializada na culinária mexicana. Neste ano, as ações do restaurante chegaram a subir cerca de 75%.

Desde que assumiu o cargo em 2018, Niccol expandiu a rede, abriu mais de 60 novos restaurantes e implementou mudanças significativas no modelo de comércio online da companhia.

Ramon Ang

Ramon Ang é um empresário filipino dono da San Miguel Corp., uma das maiores construtoras das Filipinas. Em maio deste ano, a companhia adquiriu a Holcim Philippines, a maior produtora de cimento do país.

Ang afirmou que a aquisição fazia parte de seu plano: construir um aeroporto internacional no país. Será a maior obra de infraestrutura da história das Filipinas e seu custo está avaliado em US$ 14,4 bilhões.

Finanças

Robert Smith

Robert Smith é presidente e CEO da Vista Equity Partners, empresa de private equity e capital de risco. Ele se formou na Morehouse College, faculdade americana particular masculina e historicamente conhecida por ter a maioria de seus alunos negros.

Quando foi escolhido para ser paraninfo de uma das turmas da faculdade, Smith decidiu pagar todos os empréstimos estudantis dos universitários que estavam se formando. A ação custou cerca de US$ 34 milhões e ajudou mais de 400 alunos a quitarem suas dívidas com a instituição.

Stephanie Kelton

Stephanie Kelton é uma economista e professora universitária americana. Foi consultora econômica de Bernie Sanders, candidato à presidência em 2016.

Kelton é uma das vozes que defende a polêmica “Teoria Monetária Moderna” (MMT, na sigla em inglês).

Segundo a teoria, um país com a sua própria moeda, como os Estados Unidos, não precisa se preocupar em acumular dívidas, porque pode imprimir dinheiro quando quiser para lidar com os prazos e nunca suspender pagamentos.

A teoria, que divide economistas do mundo tudo, foi difundida pelo economista pós-keynesiano Randall Wray e propõe uma alternativa à política econômica atual.

Jon McAuliffe e Michael Kharitonov

Jon McAuliffe e Michael Kharitonov são os co-fundadores da Voleon Group, um dos maiores fundo hedge do mercado a operar exclusivamente com aprendizado de máquina (machine learning) para fazer análises quantitativas complexas. O fundo possui hoje mais de US$ 6 bilhões em ativos.

Gita Gopinath

Gita Gopinath é uma economista indiana-americana formada pela Universidade de Delhi que se mudou para os Estados Unidos em 1994 para concluir um mestrado na Universidade de Washington.

Ela foi professora do departamento de Economia e Relações Internacionais da Universidade de Harvard.

Em outubro de 2018, Gita foi indicada para o cargo de economista-chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI). Começou no cargo em maio de 2019, e se tornou a primeira mulher na história da organização a assumir o posto.

Mortimer “Tim” Buckley

Mortimes Buckley, conhecido como Tim, é presidente e CEO da Vanguard Group, uma gestora de ativos americana. Em 2019, ele conseguiu trazer para sua empresa mais de US$ 214 bilhões em investimentos.

Sob o comando dele, a Vanguard Group tornou-se a segunda maior gestora de ativos do mundo, com cerca de US$ 5,6 trilhões sob custódia. O grupo fica atrás apenas da BlackRock, outra gestora, que possui US$ 6,96 trilhões em ativos administrados.

James Mwangi

James Mwangi é um empresário e banqueiro queniano. Ele também é o atual CEO do Equity Group Holdings, uma empresa de serviços financeiros sediada em Nairóbi, no Quênia.

O grupo é uma das maiores instituições financeiras do continente africano e possui mais de US$ 5,24 bilhões sob custódia.

A Bloomberg acredita que Mwangi é um dos grandes nomes do mercado financeiro de 2019 por conta do seu papel na expansão do grupo. Só em 2019, a empresa adicionou mais de 2 milhões de pessoas em sua carteira de clientes.

David Marcus

David Marcus é o o criador e diretor do projeto Libra, a criptomoeda do Facebook. Ainda que a moeda esteja sendo avaliada pelo Senado americano, o projeto é um acontecimento significativo e mostra o poder da rede social de Zuckerberg e seus planos para o mercado financeiro mundial.

A Libra possui mais de 21 empresas apoiando seu desenvolvimento, como as operadoras de cartão Visa e Mastercard, além de companhias como PayPal e Uber.

Há também um time de mais de 100 funcionários – liderados por Marcus – para tornar a ideia em realidade.

Bruce Flatt

Bruce Flatt é CEO da Brookfield Asset Management, um fundo de investimentos canadense, que opera em diversos segmentos, desde infraestrutura e energia renovável até private equity e negócios imobiliários.

Depois que Flatt adquiriu uma participação majoritária na Oaktree Capital Management LP, empresa especialista em auxiliar instituições em dificuldades financeiras, em março, a Brookfield chegou a US$ 500 bilhões sob custódia no seu portfólio, segundo informações da Bloomberg.

Seja você um grande nome das finanças. Invista melhor seu dinheiro. Abra sua conta gratuita na XP!