Marketing

Não me adaptei à cultura da empresa. Peço demissão?

Você começou um novo emprego e percebeu que seus ideais não estão alinhados com a cultura da empresa? Faça um favor a você e à empresa: peça pra sair!

Por  Dener Lippert -

Entrar em uma nova empresa é sempre um desafio. Conhecer pessoas, entender processos e adequar-se à rotina de trabalho são atividades que demandam tempo e variam de acordo com a forma de adaptação de cada pessoa com um novo desafio. Principalmente no meio do marketing digital.

Entretanto, há uma coisa que tem de ficar clara desde o início: qual a cultura da empresa e o que ela espera dos seus colaboradores.

Por que eu digo isso? Simples, pois se uma pessoa não está alinhada com a forma de pensar do negócio, essa relação não será boa para nenhum dos dois. Então, por que insistir nisso?

A cultura é o DNA da empresa

Uma empresa que possui uma cultura e ideais bem definidos sabe onde quer chegar e o que precisa para alcançar seus objetivos. Por isso, fazer desses hábitos de comportamento o seu DNA e pedir que os colaboradores estejam alinhados com isso é essencial.

Dessa forma, é possível manter uma governança mais transparente, em que os líderes tenham bem definido quais são as diretrizes da empresa. Assim, por consequência, os funcionários estarão alinhados, evitando frustrações para ambas as partes.

Não é errado ter seus próprios ideais

Possuir ideais e agir de acordo com ele é o exemplo mais puro de autenticidade, ou seja, é algo que você deve usar ao seu favor. No momento que estes vão de contra com a cultura do seu local de trabalho, só há duas opções: se adaptar ou ir embora.

Mas é importante deixar claro, o processo de adaptação é difícil e é muito provável que gere frustrações. Por isso, se você é apegado aos seus ideais e acha que eles não combinam com o que a empresa preza, sinta-se à vontade para sair.

Aceitar uma cultura é diferente de fazer parte dela

Aqui vai um ponto muito importante de ser discutido. Estar a par de uma cultura e só aceitá-la não é a mesma coisa que fazer parte dela.

Digo isso porque é muito fácil se dizer parte de algo mas não participar ativamente. Se sua empresa possui uma cultura bem estruturada, ela quer que você vivencie isso e faça dela parte do seu cotidiano.

Não se adaptou? Peça demissão!

Na V4 Company, nossa cultura é muito forte e eu não tenho problema de dizer que se alguém não concorda com ela, esse não é o lugar para ela trabalhar.

É importante frisar isso. Antes era mais fácil disseminar o ideal da empresa e ver as pessoas vestindo a camisa. Hoje nós somos a maior assessoria de marketing digital do país.

É por isso que aqui dentro da V4 nós possuímos um manual de cultura. Mas não só um manual dizendo o que pode ou não pode fazer, e sim um estilo de vida documentado e compartilhado entre nossos colaboradores.

A partir dele nós possuímos as 10 atitudes que esperamos dos investidores, os motivos para ação – que também estão enquadrados e estampados em nossas paredes -, e até um grito de guerra. Mas não é só isso.

Todo esse fit cultural é somado também a culturas de boas práticas, convívio, princípios éticos e morais. E contar com esse manual de cultura nos proporcionou manter isso vivo por quase esses 10 anos de V4.

Eu não sei mais quem são todas as pessoas da empresa, e isso faz com que em tese essa cultura se perca. Entretanto, as pessoas que fizeram dessa cultura seu ideal pessoal e profissional, fazem com que aqueles que estão chegando agora entendam e comprem essa ideia.

Só assim é possível que, mesmo com diversos colaboradores chegando todo dia, a empresa e as pessoas vão seguir o mesmo ritmo e seguir crescendo juntas.

Compartilhe
Mais sobre