Coronavírus

Moderna precifica dose da vacina contra a covid-19 entre US$ 32 e US$ 37 para “acordos de pequeno volume”

Segundo o CEO da Moderna, durante a pandemia, a vacina terá um preço "bem abaixo do valor estimado"; valor é superior ao de outras vacinas em teste

arrow_forwardMais sobre
(Pexel/Retha Ferguson)

SÃO PAULO – A Moderna, empresa farmacêutica e de biotecnologia dos EUA, anunciou nesta quarta-feira (5) que as doses da sua vacina ainda experimental contra o novo coronavírus serão precificas entre US$ 32 e US$ 37.

Ainda segundo a empresa, esses são “preços pandêmicos” mais baratos e serão aplicados em acordos de menor volume de doses.

As informações foram divulgadas pelo CEO da Moderna, Stephane Bancel, em uma teleconferência sobre os resultados financeiros do segundo trimestre da empresa.

PUBLICIDADE

“Estamos trabalhando com governos de todo o mundo para garantir que uma vacina seja acessível, independentemente da capacidade de pagamento”, disse ele.

“Atualmente, estamos em uma pandemia, conforme definido pela OMS. Na Moderna, como muitos especialistas, acreditamos que o vírus não vai desaparecer e será necessário vacinar as pessoas por muitos anos”, informou o CEO.

A Moderna define um acordo de menor volume para sua vacina como algo “na casa dos poucos milhões” de doses, afirmou Bancel.

Segundo informou o canal americano CNBC, o preço que Moderna está cobrando por pedidos de pequeno volume é superior aos US$ 19,50 por dose acordados pela farmacêutica americana Pfizer e pela empresa alemã de biotecnologia BioNTech com o governo dos EUA.

Bancel disse ainda que a vacina da Moderna terá, inicialmente, um preço “bem abaixo do valor estimado” pela companhia durante esse período de pandemia. Depois que o vírus estiver sob controle, os preços seguirão os valores tradicionais do mercado, em linha com outras vacinas comerciais. “Vamos trabalhar com o mercado”, enfatizou Bancel.

A Moderna disse que iniciou negociações com vários países para fornecer sua potencial vacina contra o coronavírus, chamada mRNA-1273, e que já recebeu cerca de US$ 400 milhões até o dia 31 de julho.

Na última semana, a empresa iniciou sua fase três de testes com 30 mil pessoas nos EUA, cujos resultados são esperados para outubro.

Os comentários do CEO sobre os preços das doses da Moderna foram feitos após a empresa reportar um aumento de cinco vezes na receita do segundo trimestre.

A receita saltou para US$ 66,4 milhões, mais de cinco vezes os US$ 13,1 milhões registrados durante o mesmo período do ano passado.

Newsletter InfoMoney – Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.