MMX: analistas esperam forte alta da receita e lucro e Ebitda positivos no 3T10

Expectativa é de que o aumento do preço do minério melhore o faturamento da empresa, elevando também o lucro líquido

Por  Tatiane Monteiro Bortolozi

SÃO PAULO – Beneficiada pelo aumento dos preços do minério de ferro, a MMX (MMXM3) deve mostrar Ebitda (geração operacional de caixa) positivo no 3T10 – o resultado é aguardado para a manhã da próxima sexta-feira (12). Analistas projetam que a melhoria do faturamento deve ser acompanhada também da expansão do lucro líquido da mineradora.

As projeções médias de Itaú e Bradesco apontam que a receita líquida deve mais do que dobrar entre julho e setembro, quando comparada ao resultado do terceiro trimestre no ano passado. Lucro e Ebitda devem inverter os sinais negativos vistos nos balanços do 3T09 e 2T10.

Destaques
O resultado deve ser favorecido pela não ocorrência de despesas extraordinárias da mesma intensidade do segundo trimestre, dizem os bancos Itaú e Bradesco, em relatório. No período anterior, o caixa da MMX foi prejudicado pelo pagamento de R$ 55 milhões não recorrentes para o encerramento de contratos de afretamento de navios.

Desta forma, o Bradesco assume uma elevação de 35,5% nos preços do minério de ferro na passagem trimestral, acompanhando as políticas de reajuste da Vale (VALE3VALE5), enquanto o Itaú prevê aumento de 30%. Segundo o Bradesco, o Ebitda deve atingir R$ 41,3 milhões, um ganho que supera o tempo estimado pelo banco para retornos advindos da mineradora.

Confira as projeções para o terceiro trimestre:

(em R$ milhões)3T10E3T09 Var. 2T10Var. 
Receita líquida254,6104,6+143,4%188+35,4%
Lucro Líquido53-27,2-42
Ebitda68,2-78-0,2
Margem Ebitda27%-74,6%-0,1%
E: projeção média de Itaú e Bradesco
Compartilhe