Maior Queda

Medidas do governo prejudicam e Hering tem a pior queda da semana no Ibovespa

Ainda no setor de varejo, B2W teve o pior desempenho desta sexta-feira e terminou a semana também entre as maiores quedas do Ibovespa

SÃO PAULO – A penúltima semana do ano terminou com o Ibovespa acumulando alta de 2,35% no período, mesmo com um cenário agitado, com os mercados do mundo todo acompanhando as discussões sobre o “fiscal cliff” (abismo fiscal) nos EUA, e que ainda não teve nenhuma conclusão.

Em véspera de natal, um dos setores com o pior desempenho na semana foi o de varejo, com a Hering (HGTX3) acumulando queda de 8,44% na semana acompanhada de novas medidas do governo. No mercado, já eram especuladas que medidas como a unificação do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) poderiam impactar negativamente a companhia, que já mostrava um movimento dos papéis com leve queda durante a semana.

Com isso, após o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciar os detalhes sobre novas medidas de impostos na última quarta-feira (19), as ações da companhia reforçaram as perdas. A unificação das alíquotas interestaduais do ICMS em 4%, deve ser aplicada gradativamente a partir de 2014. Mantega afirmou que com essa medida, a “guerra fiscal” irá terminar no país. As duas únicas regiões que não serão afetadas pela medida são a Zona Franca de Manaus e o Estado do Mato Grosso do Sul, que continuarão cobrando a alíquota de 12%.

Com o anúncio, a Hering perdeu alguns benefícios que tinha, o que foi refletido nos papéis. Para o analista Carlos Müller, da Geral Investimentos, a Hering já vem mostrando resultados abaixo do esperado nos últimos trimestres, o que colabora para um movimento pior da companhia em relação aos seus pares.

Outra empresa no setor que não teve uma semana boa foi a B2W (BTOW3), que teve o pior desempenho do Ibovespa nesta sexta-feira (21), caindo 5,2%. Müller aponta para as recentes altas que as ações da companhia tiveram, entendendo que o mercado “exagerou” no otimismo e agora corrige as cotações. Vale lembrar que nesta sexta o Deutsche Bank rebaixou sua recomendação para os papéis da companhia de neutro para venda.