Por justa causa

Marcelo Odebrecht é demitido por determinação do pai

Emílio Odebrecht teria ficado irritado com os e-mails em que o filho o acusa de ser responsável pela derrocada da empresa

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O presidente da Odebrecht, Ruy Sampaio, demitiu Marcelo Odebrecht da empresa por justa causa atendendo a determinação do próprio pai do empresário, Emílio Odebrecht.

Marcelo teria sido demitido por conta da divulgação pela Folha de S. Paulo de e-mails em que acusa o pai de ser o responsável pela derrocada da companhia, que hoje está em recuperação judicial.

Emílio Odebrecht é o presidente da Kieppe Participações, a holding da família que controla a Odebrecht, enquanto Marcelo é ex-presidente da empreiteira e saiu do cargo em 2015 quando foi preso no âmbito da Operação Lava-Jato.

Aprenda a investir na bolsa

Marcelo ganhava R$ 115 mil por mês e tinha direito a motorista particular, segurança, assessor de imprensa, secretária e advogados, apesar de não exercer mais função executiva na empresa. Ele continuará a deter 2,79% do capital da Odebrecht.

As informações são de que Marcelo e Emílio romperam ligações quando o filho ainda estava cumprindo pena em Curitiba por corrupção.

Em um dos e-mails aos quais a Folha teve acesso, Marcelo acusa o pai de ter esvaziado a Kieppe ao adquirir para si fazendas avaliadas em R$ 600 milhões e ter feito o pagamento com ações da Kieppe e não com seus próprios recursos.

Até os bilionários precisam proteger seu patrimônio das incertezas. Invista: abra uma conta gratuita na XP!