Do Zero ao Topo

M. Dias Branco: da padaria em Fortaleza à liderança nacional de massas e biscoitos

A história da empresa - hoje comanda pela terceira geração da família Dias Branco - é tema do 64º episódio do podcast Do Zero ao Topo

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Um cidadão português, Manuel, chega ao Brasil na década de 1920 e decide abrir uma padaria. O que teve início com um belo clichê se tornou um dos maiores grupos do país: a M. Dias Branco, líder nacional na produção de massas e biscoitos.

O Manuel em questão é Manuel Dias Branco —  que abriu a Padaria Imperial em Fortaleza, em 1936. A empresa foi transformada em indústria quando a segunda geração, Francisco Ivens Dias Branco, assumiu os negócios, na década de 1950.

Aprenda a investir na bolsa

“Meu avô e meu pai conseguiram fazer uma dobradinha muito interessante. Meu avô tinha a capacidade comercial, de relacionamento, enquanto meu pai tinha uma visão industrial, mais futurista”, contou Francisco Ivens Dias Branco, CEO da empresa, em entrevista ao podcast Do Zero ao Topo.

A história completa da empresa e suas estratégias utilizadas ao longo dos anos para crescer são tema do episódio 64 do podcast Do Zero ao Topo. É possível seguir e escutar o programa pela ApplePodcastsSpotifyDeezerSpreakerGoogle PodcastCastbox e demais agregadores.

Hoje, com a terceira geração no comando, a M. Dias Branco reúne 19 marcas, totaliza mais de R$ 6 bilhões em faturamento e tem um valor de mercado que ultrapassa R$ 11 bilhões. Boa parte das marcas no portfólio da companhia são fruto de aquisições feitas desde os anos 2000. São marcas como Adria, Isabela, Estrela, Piraquê e Vitarella.

O amplo portfólio deu vantagem para a empresa durante a pandemia e as vendas da M. Dias Branco cresceram. Mas a alta do dólar vem pressionando despesas com importação de trigo e óleo vegetal. Enquanto faz ajustes pontuais por conta da Covid-19, a companhia foca na expansão de suas marcas e continua de olho em potenciais aquisições. Confira mais detalhes no podcast.

Sobre o Do Zero ao Topo

O podcast Do Zero ao Topo traz, a cada semana, um empresário de destaque no mercado brasileiro para contar a sua história, compartilhando os maiores desafios enfrentados ao longo do caminho e as principais estratégias utilizadas na construção do negócio.

O programa já recebeu nomes como André Penha, cofundador do QuintoAndar, David Neeleman, fundador da Azul, José Galló, executivo responsável pela ascensão da Renner, Guilherme Benchimol, fundador da XP Investimentos, Artur Grynbaum, CEO do Grupo Boticário, Sebastião Bonfim, criador da Centauro e Edgard Corona, da rede Smart Fit.

PUBLICIDADE