Educação

Kroton visa aumentar em 60% pólos estudantis para garantir expansão

Empresa disse que há 225 pólos para serem aprovados; companhia ressaltou que há cerca de 600 ativos que são potenciais aquisições

SÃO PAULO – A Kroton (KROT11) focará em aumentar a quantidade de pólos educacionais e deverá realizar outras aquisições para garantir que o crescimento da empresa continue robusto nos próximos anos.

Em 2013, serão abertos 40 pólos e já há 225 na fila de espera no MEC (Ministério da Educação) para serem aprovados, segundo disse o diretor presidente da empresa Rodrigo Galindo, em teleconferência relalizada nesta quinta-feira (8). Isso representaria incremento de 60% nos pólos da empresa. O capex (custos de capital) para este ano está em R$ 60 milhões.

Com o valor que tiver excedente em caixa, a empresa pretende continuar a realizar aquisições e disse que há cerca de 600 ativos em potencial que poderiam ser adquiridos. A companhia acrescentou que tem buscado formas de dar um retorno mais atraente ao investidor, mas não especificou como.

A companhia projeta crescimento orgânico na base de alunos de cerca de 15%, mas garantiu que está preparada para uma evolução maior e que terá espaço suficiente para comportar mais estudantes.

O foco da empresa deve continuar nas regiões Norte e Nordeste, onde a companhia vê forte potencial de expansão. A Kroton não descartou, no entanto, a possibilidade de investir no mercado paulista, mas ressaltou que precisaria encontrar um “parceiro certo” para crescer no estado.

Resultados
A empresa relatou nesta quinta-feira (8) que obteve lucro líquido de R$ 82,1 milhões no terceiro trimestre, com evolução de 277,8% ante igual período do ano passado. O número surpreendeu a companhia e superou em mais de 100% as expectativas de muitas analistas, como é o caso da equipe do HSBC, que esperava lucro de R$ 38,8 milhões.

De acordo com a empresa, os números foram turbinados por conta do aumento do número de alunos, maior tíquete médio e sinergia com aquisições. O tíquete médio na graduação o ticket médio líquido foi de R$ 581,86 no terceiro trimestre de 2012, aumento de 2,2% comparado com o segundo trimestre.