Jornal britânico Daily Telegraph é colocado à venda após entrar em recuperação judicial

O credor disse que tomou a medida como um "ato de último recurso", em uma tentativa de recuperar a dívida do proprietário da B.UK.

Estadão Conteúdo

The Daily Telegraph (Foto: Divulgação)

Publicidade

O Daily Telegraph, jornal britânico de mais de 150 anos, foi colocado à venda depois que sua controladora, a B.UK, entrou em uma forma de processo de insolvência.

A mudança pode oferecer uma rara chance de comprar um ativo valioso com fortes laços com o Partido Conservador do Reino Unido, ao mesmo tempo em que sinaliza a erosão do império comercial da família Barclay, que já foi um dos clãs mais ricos da Grã-Bretanha.

O Lloyds Banking Group colocou a B.UK, uma holding com sede nas Bermudas controladora do Telegraph e da revista política Spectator, em recuperação judicial nesta semana.

Continua depois da publicidade

O credor disse que tomou a medida como um “ato de último recurso”, em uma tentativa de recuperar a dívida do proprietário da B.UK.

Essa dívida é de cerca de 1 bilhão de libras, equivalente a cerca de US$ 1,24 bilhão, disse uma fonte familiarizada com o assunto.

A empresa de reestruturação AlixPartners, indicada pelo banco para supervisionar o processo, disse que assumiu o controle dos ativos de mídia para facilitar uma resolução, que “pode envolver a venda do Telegraph e do Spectator”. A empresa acrescentou que o banco continua disposto a se envolver em novas negociações com o proprietário da B.UK, gerida pela família Barclay.

Um porta-voz da família disse que os empréstimos em questão estão relacionados à estrutura de propriedade de seus ativos de mídia e “não afetam, de forma alguma, as operações ou a estabilidade financeira do Telegraph Media Group”.