Briga de sócios

JHSF rebate acusações de sócio dos restaurantes Fasano e Gero

Accioly acusou os sócios, José Auriemo Neto e Rogério Fasano, de praticarem “manobras para enriquecer ilicitamente à custa da empresa”

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – A construtora e incorporadora JHSF (JHSF3) publicou na noite de domingo (5) um comunicado na CVM, no qual rebateu acusações movidas pelo empresário carioca Alexandre Accioly, sócio da empresa com 40% de participação nos restaurantes Gero e Fasano do Rio de Janeiro.

Segundo o jornal O Globo, Accioly acusou os sócios, José Auriemo Neto e Rogério Fasano, de praticarem “manobras para enriquecer ilicitamente à custa da empresa”, a São Sebastião do Rio de Janeiro Administradora de Restaurantes e à Gero Rio S.A. Uma interpelação judicial chega a dizer estar impedido de exercer “o direito de fiscalizar a gestão do negócio” e que foram praticadas “uma série de atos lesivos aos interesses da Gero Rio”.

Em nota assinada pelo executivo-chefe da JHSF, Thiago Alonso de Oliveira, a incorporadora comunicou que os sócios (JHSF, HMI e Rogério Fasano) “envidaram esforços para que discórdias com AA (Alexandre Accioly) fossem sanadas profissionalmente, porém, em 23/12/19, a companhia tomou conhecimento que AA, de forma surpreendente e contrária à busca de uma solução amigável para o tema, ingressou com pedido de arbitragem” no judiciário.

Aprenda a investir na bolsa

“É sabido que AA busca sair das Sociedades RJ e vem promovendo um cenário de disputa para alavancar a sua posição nas sociedades”, diz a nota. “Os sócios enfatizam que não compactuam com esse tipo de conduta”, comunicou a incorporadora, esclarecendo que o empresário Accioly só tem sociedade com a JHSF nos restaurantes Gero e Fasano do Rio.

Invista melhor o seu dinheiro. Abra uma conta gratuita na XP.