Educação

Instituto XP e Nova Escola fazem parceria para levar educação financeira a professores e alunos da rede pública

Entre as ações planejadas, estão o desenvolvimento de planos de aulas, realização de pesquisas sobre o tema e aulas ao vivo

Por  Equipe InfoMoney -

SÃO PAULO – O Instituto XP anunciou nesta sexta-feira (6) uma parceria com a Nova Escola para capacitar professores da rede pública brasileira em educação financeira.

Segundo comunicado, o objetivo é impactar ao menos 500 mil professores com os conteúdos inseridos nas plataformas da Nova Escola, que vão de planos de aulas a aulas ao vivo para educadores sobre como tratar do tema com os alunos. Atualmente, o Brasil possui 2,2 milhões de professores.

Pesquisa feita pela Nova Escola, negócio social voltado a oferecer recursos para educadores com foco na educação pública, mostrou que apenas 21,1% dos educadores dizem ter preparo bom ou muito bom para lecionar sobre o tema, embora seja hoje obrigatório na grade curricular do país.

Para 42,3% dos professores entrevistados, o conhecimento que possuem é considerado razoável, e para 36,6%, considerado ruim ou muito ruim.

De acordo com a XP, a primeira fase do programa, que tem duração de três anos, vai acontecer até maio de 2022 e consiste na divulgação de conteúdos e planos de aula para o Ensino Fundamental abordando temas como dinheiro, consumo e planejamento.

Aulas ao vivo sobre a importância da educação financeira e sobre como levar o tema para a sala de aula também estão inclusas na programação.

Já na educação básica, a estratégia da parceria é oferecer formação para professores das escolas públicas.

“A Nova Escola vê a educação financeira como um tema que vem ganhando muito espaço nas discussões sobre a crise econômica e o futuro, e que representa uma janela de oportunidade para a implementação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) nas escolas. Queremos impactar positivamente a economia do país e, para isso, precisamos capacitar educadores, que são grandes multiplicadores do conhecimento e que irão, por sua vez, formar os jovens com mais planejamento e responsabilidade financeira”, explica Raquel Gehling, CEO da Nova Escola.

Com poucos dados relacionados ao conhecimento e às necessidades sobre educação financeira dos professores no país, pesquisas estão previstas para todas as fases do projeto, explica a XP.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A primeira será um diagnóstico inicial sobre percepção, dúvidas e aplicação do tema. Após um ano de projeto, será realizada outra pesquisa anual com educadores sobre a evolução da percepção do tema, de forma a monitorar os efeitos do projeto.

“Vamos investir desde a infância para educarmos os brasileiros e brasileiras a conviverem bem com o dinheiro, gerarem renda e alcançarem seus sonhos. Queremos engajar a sociedade para que todos juntos – colaboradores, educadores, pais, lideranças públicas, organizações da sociedade civil, pesquisadores, empresas, empreendedores, clientes, voluntários – possamos amplificar o acesso à educação financeira para milhões de pessoas”, afirma Marcella Coelho, head de impacto social da XP Inc.

Em curso gratuito de Opções, professor Su Chong Wei ensina método para ter ganhos recorrentes na bolsa. Inscreva-se grátis e participe.

Compartilhe