Qualidade

InfoMoney é o site de finanças mais confiável do Brasil, mostra pesquisa feita com assessores de investimento

Ranking encomendado pelo LinkedIn à Greenwich Associates revela as fontes de conteúdo financeiro preferidas de profissionais do mercado financeiro no país

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O InfoMoney foi classificado como o site mais confiável do país em conteúdo de finanças, segundo pesquisa encomendada pelo LinkedIn à Greenwich Associates, consultoria especializada em dados sobre serviços financeiros.

O ranking revela as fontes de conteúdo financeiro preferidas dos profissionais que atuam no mercado financeiro no Brasil. Citado por 31% dos entrevistados como o veículo online mais confiável para leitura de notícias de finanças, o InfoMoney ficou à frente dos demais veículos de mídia especializados em economia do país.

No levantamento, o site aparece apenas atrás de grandes grupos internacionais de mídia, como Financial Times, New York Times e The Economist.

Aprenda a investir na bolsa

Sites de finanças mais confiáveis do Brasil, segundo LinkedIn e Greenwich Research

O estudo “Comportamento e Consumo de Conteúdo por Investidores & Consultores Financeiros” foi divulgado durante um painel da Expert XP 2020, congresso anual de investimentos do grupo XP Inc.

Ana Moises, diretora de vendas e soluções de marketing do LinkedIn para América Latina, e Dan Connell, diretor da Greenwich Associates, apresentaram os resultados do levantamento.

Os responsáveis pela pesquisa explicaram que se trata de uma pesquisa qualitativa, feita com 75 profissionais que atuam no mercado financeiro no Brasil.

Diferentemente de uma pesquisa quantitativa, que tenta captar tendências a partir de uma amostra maior de entrevistados, a análise qualitativa busca mensurar particularidades sobre um tema ao aprofundar em experiências individuais.

Financial Times, New York Times, The Economist são marcas globais, com informações globais. Sem surpresa (estarem entre os primeiros do ranking). O InfoMoney está altamente cotado, o que é significativo, porque sua nota é mais alta que a de sites internacionais especializados em finanças, como Barron’s e Morningstar”, disse Connel.

PUBLICIDADE

O diretor da Greenwich comentou que os dados sobre o Brasil o surpreenderam. “Quando fazemos grandes estudos globais, como este, sempre temos uma expectativa sobre o que virá. Mas eu fiquei bastante surpreso com os resultados do Brasil porque os sites e redes sociais têm uma importância muito maior para os consultores financeiros do que no resto do mundo, onde plataformas mais tradicionais, como terminais de informação, têm mais peso”, afirmou.

Newsletter InfoMoney
Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.