Em negocios / grandes-empresas

“Deixamos de ser uma empresa divertida para dar lucro”, diz Gustavo Caetano em podcast

Fundador da Samba Tech, que foi chamado de Mark Zuckerberg brasileiro, contou sua história no quinto episódio do podcast Do Zero ao Topo

SÃO PAULO - Gustavo Caetano é um dos precursores do cenário de startups brasileiras. Ele fundou a Samba Tech, hoje uma das maiores plataformas de vídeo da América Latina, em 2004, quando investimento anjo, venture capital, fintech e todos esses outros termos eram pouco conhecidos no mercado brasileiro. 

A história do Caetano é tema do quinto episódio do podcast Do Zero ao Topo. Você pode seguir e escutar o programa pelo Spotify, Spreaker, iTunes, Google Podcasts e Deezer, ou então fazer o download clicando aqui.

O Caetano teve uma ascensão rápida ganhou prêmios de inovação ao redor do mundo por publicações como Fast Company, Forbes e foi reconhecido até pelo MIT (o Instituto de Tecnologia de Massachusetts). Em 2015 ele foi chamado de o Mark Zuckerberg brasileiro pelo site Business Insider.

Mas nem tudo são flores em sua carreira de empreendedor. Durante o podcast, Caetano revela que um dos momentos mais difíceis que teve na Samba Tech:

Eu comecei a olhar para a empresa, ela estava na lista dos melhores para se trabalhar, mas não tinha crescimento expressivo mais. A gente virou um playground muito legal, mas não estava gerando resultado. Decidi que precisávamos cobrar metas, acompanhar resultados e parar de queimar caixa. Tive que mandar embora quatro diretores em uma só reunião. Foi difícil”, afirma em entrevista ao InfoMoney

O Do Zero ao Topo é o podcast do InfoMoney que conta a história dos empreendedores e empresários por trás das maiores empresas do país. O podcast vai ao ar toda quarta-feira às 18h.

Em cada episódio Letícia Toledo, repórter especial do InfoMoney, entrevista um empresário em uma conversa franca sobre como ele iniciou os negócios, os desafios enfrentados ao longo dos anos, as incertezas e os momentos decisivos para a empresa.

 

Contato