Em negocios / grandes-empresas

Correios terão atendimento em lojas de varejo

Serão 27 lotes em 11 estados diferentes; o investimento mínimo para um contrato de cinco anos é de R$ 10 mil

Correios
(Divulgação)

SÃO PAULO - Os Correios anunciaram na última semana a implementação de canais de atendimento da agência dentro de lojas de varejistas. Ao todo, serão 27 lotes em 11 estados, conhecidos como store in store (loja dentro de loja). O investimento mínimo para um contrato de cinco anos é de R$ 10 mil.

A iniciativa se chama “Correios Aqui” e faz parte do processo de remodelagem da rede de atendimento da empresa, que nos últimos anos tem operado no vermelho com prejuízos bilionários. Em nota, a agência diz que prevê a instalação de outros tipos de canais físicos e digitais como parte deste processo.

Até o dia 8 de março, as varejistas interessadas podem enviar propostas para o email licitacoes@correios.com.br ou pelo telefone (61) 2141-6481. O público alvo do edital são lojas e estabelecimentos que possuam "atividades comerciais compatíveis e não concorrentes aos Correios, para atuarem em um modelo de atendimento físico, utilizando suas infraestruturas, experiências, recursos humanos e conveniências”.

Segundo a empresa estatal, essa nova medida será positiva para os varejistas parceiros devido ao aumento do fluxo de pessoas em suas lojas e a remuneração pelos serviços auxiliares prestados aos clientes postais.

O varejista que firmar a parceria, no entanto, não se torna um franqueado da empresa pública, e sim um permissionário, com regras diferentes das de uma franquia. Cabe a ele contratar funcionários e aos Correios capacitá-los para que possam desenvolver as atividades de atendimento.

Além de instalar a central, também serão estabelecidas metas, que têm como objetivo determinar um nível de qualidade mínimo sobre o serviço postal prestado.

No final de 2018, os Correios anunciaram fechamento de mais de 40 agências que estavam localizadas próximas a outras unidades e em imóveis alugados. Essa medida também faria parte do “processo de remodelagem da rede de atendimento”, realocando os recursos existentes e colaborando para a “sustentabilidade da marca”.

Apesar disso, a empresa informou que estes os novos modelos iriam ampliar a rede de 12 mil para 15 mil pontos de atendimento até 2021.

Quer investir o seu dinheiro em 2019 e juntar muito mais ao longo do ano? Abra uma conta na XP, é grátis!

 

Tudo sobre:  Varejo  

Contato