Em negocios / grandes-empresas

Uber escolhe Morgan Stanley para liderar IPO em 2019, dizem fontes

Banco de investimentos ficará com uma fatia maior das taxas associadas a uma listagem que avalia a empresa em até US$ 120 bilhões

Uber
(Shutterstock)

(Bloomberg) -- A Uber Technologies escolheu o Morgan Stanley para liderar sua abertura de capital no ano que vem, segundo duas pessoas a par do assunto. Isso significa que o banco de investimentos ficará com uma fatia maior das taxas associadas a uma listagem que avalia a empresa em até US$ 120 bilhões.

Essa é mais uma grande vitória do banqueiro do Morgan Stanley Michael Grimes, que se tornou o principal assessor de muitos dos maiores IPOs do Vale do Silício.

Espera-se também que o Goldman Sachs Group guie a Uber através do processo de abertura, de acordo com as pessoas, que pediram para não serem identificadas porque a decisão não é pública. O Morgan Stanley preferiu não comentar. O Goldman Sachs não respondeu a um pedido de comentário.

A abertura de capital da Uber pode ser uma das cinco maiores de todos os tempos nos EUA e deverá ser a maior listagem do ano que vem. A startup com sede em San Francisco apresentou seu pedido de forma confidencial na quinta-feira depois que sua rival Lyft anunciou que tinha feito uma apresentação, disse uma das pessoas.

A Bloomberg havia informado que o Morgan Stanley ajudou a Uber a redigir seu prospecto de IPO. A Uber ainda não selecionou outros bancos para preencher a documentação do IPO, mas o fará quando a abertura estiver próxima.

O JPMorgan Chase & Co. é o líder da abertura de capital da Lyft com a ajuda do Credit Suisse Group e do Jefferies Financial Group. Executivos bancários disseram à Lyft que a empresa pode ser avaliada entre US$ 18 bilhões e US$ 30 bilhões, disseram pessoas a par do assunto.

O momento exato da emissão inicial da Uber dependerá das condições do mercado, mas o CEO Dara Khosrowshahi disse aos investidores que a empresa espera fazer uma abertura no primeiro semestre do ano que vem.

Khosrowshahi tem um incentivo financeiro para elevar a avaliação do Uber para US$ 120 bilhões. A empresa precisa ser listada até o fim do ano que vem ou alguns investidores estarão livres para vender suas ações nos mercados privados. A Lyft pretende realizar sua abertura de capital em março ou abril, disseram pessoas a par de seus planos.

A Uber perdeu US$ 1,1 bilhão no terceiro trimestre, com uma receita de US$ 2,95 bilhões. O crescimento desacelerou para 38 por cento em um momento em que a empresa de transporte particular administra um portfólio ambicioso.

Na maior parte do mundo, a Uber opera um negócio de transporte particular líder no mercado ou detém uma participação significativa no operador líder. A Uber está erguendo rapidamente uma das maiores empresas de entrega de alimentos do mundo. A empresa está investindo em motos e em bicicletas elétricas. E está montando uma operação de logística. Além da iniciativa em carros autônomos.

O Morgan Stanley e o Goldman Sachs terão que ajudar a Uber a resolver como esses negócios novos e consolidados se complementarão.

 

Contato