Em negocios / grandes-empresas

Netshoes está à venda e Lojas Americanas já está de olho

A varejista online está em busca de um sócio ou comprador

Netshoes
(Instagram)

SÃO PAULO - Com as ações depreciadas e sob pressão de investidores, a Netshoes iniciou negociações para uma possível venda e contratou o banco de investimento Goldman Sachs para achar um sócio ou comprador.

De acordo com o jornal Valor Econômico, ao menos quatro grupos demonstraram interesse no ativo: Lojas Americanas (LAME4), Mercado Livre, Centauro e a gestora de private equity Advent. O Goldman Sachs também está atrás de outros potenciais interessados. 

Segundo o jornal, o presidente e fundador da empresa gostaria de um sócio para manter o controle inalterado, mas os interessados deixaram claro que seguiriam com uma negociação para controle ou totalidade da Netshoes.

Desde o início do ano, as ações da empresa de artigos esportivos caíram 73%. No primeiro semestre, a varejista teve prejuízo de R$ 98,4 milhões. A queda também foi vista no mesmo período de 2017, em que a empresa registrou perda de R$ 72,9 milhões.

Procurada pelo InfoMoney, a Netshoes afirmou que não comenta rumores de mercado.

Na busca por alternativas

Na última semana, a Netshoes anunciou o lançamento de seu novo e-commerce: "Free Lace", uma iniciativa para aumentar as vendas da companhia. A marca terá no portfólio apenas produtos e coleções premium de sneakers e vestuário da moda urbana de marcas como Adidas, Champion, Puma, New Balance, Converse, Fila, Stance, entre outros. 

“Vemos um potencial enorme para o segmento nos próximos anos, uma vez que já tem apresentado números de crescimento muito representativos dentro das principais marcas e já é muito forte nos mercados americano e europeu", afirmou André Shinohara, CSMO da Netshoes na ocasião.

Quer investir melhor o seu dinheiro? Abra uma conta na XP

 

Contato