Do Zero ao Topo

Forno de Minas: a história da família que popularizou o pão de queijo no Brasil

História da Forno de Minas e da família Mendonça — que chegou a vender a empresa em 1999 e recomprá-la em 2009 — é tema do podcast Do Zero ao Topo

SÃO PAULO – Quando Helder Mendonça e sua família começaram a produzir e vender pães de queijo congelados depois de passar por uma crise financeira, ninguém achava que aquilo viraria uma grande empresa. Nem mesmo eles.

Era o início dos anos 1990, quase toda família mineira tinha a própria receita de pão de queijo e os produtos congelados em um supermercado se limitavam a hambúrgueres e almôndegas.

“A gente tinha muita certeza que o produto era bom, porque funcionava na nossa casa, mas não sabíamos se as pessoas iam estar dispostas a comprar”, contou Helder Mendonça, CEO da Forno de Minas, ao podcast Do Zero ao Topo. A receita do pão de queijo que vendiam era de sua mãe, a dona Maria Dalva.

A história da empresa é tema do episódio 69 do podcast Do Zero ao Topo. É possível seguir e escutar a entrevista completa via ApplePodcastsSpotifyDeezerSpreakerGoogle PodcastCastbox, Amazon Music e demais agregadores.

Helder, sua irmã Hélida Mendonça e a mãe resolveram vender pães de queijo depois que o confisco da poupança do Plano Collor quebrou os negócios que tinham — uma imobiliária e uma concessionária de carros.

“Nós vendemos as linhas de telefone que a minha mãe tinha, alugamos uma sala comercial e começamos a fabricar pães de queijo. No início, fabricávamos 60 kg por dia e o objetivo era vender em padarias e pequenos mercados”, explicou Helder.

A estratégia deu tão certo que a Forno de Minas acabou criando uma nova categoria de produto congelado e, poucos anos depois, já estava presente nos principais supermercados de todo o país.

Em 1999, uma boa oferta fez a família Mendonça vender os negócios para a multinacional Pillsbury — posteriormente adquirida pela General Mills. Dez anos depois, Helder recebeu um telefonema: a General Mills tinha decidido fechar a fábrica da Forno de Minas e acabar com a empresa.

PUBLICIDADE

Ao analisar os negócios, Helder percebeu que a multinacional havia mudado a receita do pão de queijo e o volume vendido tinha caído para um terço do que era em 1999. A família recomprou os negócios e começou um intenso trabalho para retomar a produção com a receita original.

Hoje, a empresa fatura algumas centenas de milhões de reais, possui 1.200 funcionários e está presente em mais de 90% dos supermercados do país. Confira a história completa no podcast.

Sobre o Do Zero ao Topo

O podcast Do Zero ao Topo traz, a cada semana, um empresário de destaque no mercado brasileiro para contar a sua história, compartilhando os maiores desafios enfrentados ao longo do caminho e as principais estratégias utilizadas na construção do negócio.

O programa já recebeu nomes como André Penha, cofundador do QuintoAndar, David Neeleman, fundador da Azul, José Galló, executivo responsável pela ascensão da Renner, Guilherme Benchimol, fundador da XP Investimentos, Artur Grynbaum, CEO do Grupo Boticário, Sebastião Bonfim, criador da Centauro e Edgard Corona, da rede Smart Fit.