Sete Brasil

Fornecedora de sondas da Petrobras terá socorro de US$ 4 bilhões, diz Folha

Desta vez, o BNDES, que era âncora financeira do projeto, ficará fora do resgate da Sete Brasil

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Depois de dois meses de negociação, Petrobras (PETR3;PETR4), sócios e credores da Sete Brasil chegaram a um acordo para realizar uma nova injeção de capital na empresa, de cerca de US$ 4 bilhões na parceira da estatal. As informações são do jornal Folha de S. Paulo

Desta vez, o BNDES, que era âncora financeira do projeto, ficará fora do resgate da companhia. O dinheiro virá dos atuais credores, de estaleiros asiáticos que já estão no negócio e de bancos de desenvolvimento estrangeiros.

A empresa deve voltar a receber os financiamentos no final de outubro. O plano será votado nos próximos dias pelo conselho de Administração da Petrobras e pela diretoria dos bancos credores. 

Aprenda a investir na bolsa

Entre 2012 e 2013, a Sete Brasil encomendou a construção de 29 sondas de exploração do pré-sal em estaleiros brasileiros, mas uma dívida estimada em US$ 4 bilhões paralisou as atividades da empresa. Além disso, os desdobramentos da operação Lava-Jato prejudicam a tarefa da Petrobras em auxiliar a reestruturação de sua maior fornecedora.

O BNDES decidiu, no fim do ano passado, não liberar financiamento de longo prazo já acertado. Pelo novo acerto, a estatal vai alugar 19 sondas, mas só 15 delas serão da Sete, quatro estão sendo negociadas com a Odebrecht e um grupo de investidores japoneses.