Bovespa

Fim da euforia? Small Cap que subiu 200% semana passada afunda nesta semana

Ações da Direct to Company saltaram de R$ 0,29 para R$ 0,90 após parceria, mas apresentam duras quedas nesta semana; baixíssima liquidez da penny stock colabora para a forte variação

Por  Marina Neves

SÃO PAULO – Se na semana passada a “penny stock” (ação que vale menos de R$ 1,00) Direct to Company (DTCY3) comemorou uma alta de mais de 200% após anunciar uma parceria, neste começo de semana os papéis sofrem duras perdas, embora ainda estejam no saldo positivo desde a divulgação do fato relevante do dia 17.

No pregão desta terça-feira (24), as ações da DTCom marcaram perdas de 26,47%, cotadas a R$ 0,50 – na mínima do dia, elas chegaram a valer R$ 0,46, o que dava uma queda de 32%. Como na véspera os papéis DTCY3 já haviam recuado 12,8%, a desvalorização nestes dois dias chegou a 41,3%, fechando em 35,90%. Mesmo com a brusca queda, o desempenho do papel ainda está no positivo em 72,41% em relação aos R$ 0,29 que ele valia antes da divulgação do fato relevante.

É preciso levar em consideração que ações com valor de face abaixo de R$ 1,00 e com baixíssima liquidez acabam sendo “presas fáceis” para movimentos mais bruscos na Bovespa. Em empresas como a DTCom, a variação mínima de um centavo no preço da ação já reflete em uma significativa oscilação percentual, e a baixa liquidez faz com que o preço salte muitos centavos para cima ou para baixo até encontrar um vendedor ou comprador, respectivamente.

Por isso mesmo que operar papéis de “micro caps” na Bolsa são considerados estratégias bem arrojadas, já que não é todo investidor que está disposto a ver fortes oscilações de preço em seu portfólio. Além disso, a baixa exposição destas companhias tanto no noticiário econômico quanto na cobertura dos analistas de bancos e corretoras faz com que as movimentações na Bovespa aconteçam em muitos casos sem uma explicação clara para isso.

Parceria
No caso da DTCom, a alta da semana passada não surgiu do nada. Na terça-feira passada, a companhia anunciou via fato relevante que fará um projeto piloto voltado ao setor de saúde, denominado UNIPRÓ Saúde, que tem como objetivo a venda de cursos especializados aos profissionais da área, através de plataforma e-commerce. A receita da venda dos cursos será destinada aos pagamentos dos custos operacionais das partes, sendo que o resultado da operação será dividido de acordo com a participação de cada empresa no projeto.

Além deste, a empresa anunciou outra acordo: a E-MARKET, elegeu a empresa como parceira de negócios, tendo como objetivo a oferta das soluções da empresa E-DOCEO. “A DTCom aposta em uma forte aceitação das soluções ofertadas ao mercado consumidor, por esta razão dispõe a enviar seus esforços comerciais para expansão do projeto em âmbito nacional”, informa a empresa.

Compartilhe