Infraestrutura

Exposição à Copa do Mundo colaborou para Ebitda recorde, diz CEO da Mills

Ramon Vazquez credita bom resultado ao envolvimento com eventos esportivos; Ebitda cresceu 89%, para R$ 96,1 milhões

SÃO PAULO – Em teleconferência realizada nesta sexta-feira (9), o presidente da Mills (MILS3), Ramon Vazquez, reafirmou o recorde trimestral obtido pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) da empresa no terceiro trimestre. A alta de 89% elevou o Ebitda para R$ 96,1 milhões.

O presidente ressaltou ainda a importância da receita proveniente de novos contratos com hidrelétricas, aeroportos e obras de mobilidade urbana, como a linha 5 do metrô de São Paulo e o anel viário feito em fortaleza. “O nosso envolvimento com eventos esportivos, como a Copa do Mundo influenciou positivamente nossa receita, lembrando que esse setor não inclui apenas estádios, mas também obras de mobilidade urbana necessárias para a realização do evento”, comenta.

Baseada na previsão de abertura de 5 novas filiais no próximo ano, a companhia acredita em um forte crescimento em 2013.

Balanço
Em seu resultado, divulgado após o pregão na quinta-feira (8), a Mills mostrou aumento de 113,2% no seu lucro líquido, para R$ 34,7 milhões no terceiro trimestre em relação à igual período do ano anterior. 

A receita líquida cresceu 26,9%, pela mesma base de comparação, para R$ 222,2 milhões, com o segmento de vendas apresentando crescimento de 40,7% entre trimestres, devido a maiores vendas, principalmente na Rental, enquanto a receita com locação de equipamento se ampliou 5,3%.