Em cana

Ex-operador é preso por esquema bilionário de manipulação de ações da Apple

David Miller comprou US$ 1 bilhão em papéis AAPL para ter lucro pessoal, mas esquema deu errado e gerou prejuízo para firma em que trabalhava

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – Um operador da Rochdale Securities foi preso por um esquema bilionário envolvendo as ações da Apple, nesta quarta-feira (5). David Miller, 40 anos, tentou lucrar pessoalmente com uma compra de US$ 1 bilhão em ações da empresa de tecnologia, causando enormes prejuízos para a empresa que trabalhava.

Miller foi preso pelo FBI (Federal Bureau of Investigation) em Bridgeport, Connecticut, acusado de realizar a fraude no dia 25 de outubro, quando a Apple divulgou os resultados do último trimestre. Embora a quantia tenha sido bilionária, as perdas da Rochdale foram de “apenas” US$ 5 milhões – que, para uma companhia do seu tamanho, acabou causando problemas, obrigando-a desfazer de suas posições para conseguir pagar o prejuízo.

O operador avisou aos colegas de trabalho que estava apenas cobrindo uma posição vendida de um de seus clientes na empresa fundada por Steve Jobs e Steve Wozniak. A expectativa de Miller era lucrar com uma possível alta das ações depois da divulgação dos resultados – mas como o balanço veio pior que o esperado, as ações cairam e deixaram a Rochdale no prejuízo. 

Descoberto, Miller destacou que cometeu um erro ao comprar 1,625 milhão de ações da Apple e não as 1,625 ações que seu cliente havia pedido. Caso seja considerado culpado, o ex-operador pode pegar 20 anos de prisão. Miller já pagou fiança de US$ 300 mil.