Crise sem fim

EUA: sem novo apoio fiscal, aéreas ameaçam demitir mais de 30 mil trabalhadores

American Airlines e United Airlines devem ser responsáveis pela maior parte dos cortes

fila de aviões aeroporto aviação companhias aéreas voo covid
(Getty Images)
Aprenda a investir na bolsa

Sem novo apoio fiscal do Congresso, as companhias aéreas dos Estados Unidos podem demitir mais de 30 mil trabalhadores já nesta quinta-feira, dia 1º, quando expiram os programas de proteção a empregos criados pelo Tesouro local.

American Airlines e United Airlines devem ser responsáveis pela maior parte dos cortes.

Por isso, o setor e os sindicatos estão em um grande lobby junto aos legisladores para garantir uma nova rodada de auxílio. Os democratas da Câmara dos Representantes dos EUA incluíram mais de US$ 25 bilhões para as aéreas em seu pacote fiscal, anunciado na segunda-feira (28) pela presidente da Casa, Nancy Pelosi.

Aprenda a investir na bolsa

O fundo pode ser votado no Congresso ainda nesta quarta-feira. Fonte: Dow Jones Newswires.

Newsletter InfoMoney
Informações, análises e recomendações que valem dinheiro, todos os dias no seu email:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.