Processo

Eternit irá recorrer da decisão do STF que prevê multa de R$ 1 bilhão

A empresa do setor de louças e metais sanitários é processada por expor trabalhadores ao amianto

Por  Marina Neves

SÃO PAULO – A Eternit (ETER3) comunicou ao mercado nesta quarta-feira (3) que irá recorrer da decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) que declarou como improcedente a reclamação feita pela companhia contra ações civis públicas ajuizadas pelo Ministério Público do Trabalho de São Paulo e pela ABREA. A empresa do setor de louças e metais sanitários é processada em R$ 1 bilhão. O julgamento, no entanto, não tem data para acontecer

Ainda no comunicado, a companhia relembra que em 2004 já havia sido ajuizada uma outra ação civil pública pelo Ministério Público do Estado de São Paulo sobre os mesmos fatores citados desta vez, mas, de acordo com eles, a ação foi julgada improcedente pelo TJ de São Paulo, que assegurou que a companhia “cumpria rigorosamente a legislação referente à segurança e saúde dos fucionários”.

Em setembro de 2013, a decisão favorável à companhia se tornou definitiva.

Compartilhe