Conteúdo Patrocinado
Oferecido por

Guia completo sobre empréstimo para empresas

Descubra as possibilidades e linhas de crédito que permitem uma facilidade maior no recebimento do empréstimo

empréstimo para empresas

Seja para começar o negócio, expandir a atuação ou para superar alguma crise financeira, o empréstimo pode ser uma boa alternativa para o pequeno e médio empreendedor.

No entanto, nem sempre a busca por crédito é fácil.

Muitos empreendedores nem entram em contato com as instituições financeiras por temerem ter a proposta negada.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), em 2019, 23% dos empreendedores de pequeno porte, microempresários e microempreendedores não tentaram um empréstimo por receio.

Mas existem possibilidades e linhas de crédito que permitem uma facilidade maior no recebimento do empréstimo, como o empréstimo para MEI, e é isso o que vamos mostrar neste artigo!

Antes, é importante estar atento aos passos fundamentais que o pequeno e médio empreendedor pode seguir para conseguir o crédito que precisa.

Precisa de crédito para investir no seu negócio? Clique aqui e conheça a Cashme. 

Confira os 5 passos que selecionamos

  • Planejamento:

é necessário definir a finalidade do dinheiro e quantia exata. Sendo assim, é possível entender se um empréstimo é necessário nesse momento.

  • Finanças Pessoais em dia:

além do CNPJ, o CPF do empreendedor também será analisado. Por isso, vale estar atento às suas finanças pessoais, ainda que existam linhas que possibilitem acesso ao crédito até mesmo para aqueles em situações financeiras delicadas.

  • Escolher a instituição financeira:

há diversos tipos de empréstimos, assim como taxas, custos, prazos, limites. Cada empresa tem a sua característica. É importante colocar na ponta do lápis para entender qual é a mais vantajosa.

Inclusive, há linhas de crédito destinadas para finalidades específicas, como compra de equipamentos, ampliação do espaço ou capital de giro.

  • Calcular o custo efetivo total:

A taxa de juros não é o único valor a ser cobrado, há também as taxas administrativas.

  • Fazer o pedido:

Reunir os documentos exigidos e entregá-lo à empresa a quem está sendo solicitado o crédito.

E quais cuidados o empreendedor deve tomar?

Nunca tomar decisões apressadas. Antes de fechar o contrato, é preciso calcular e simular todos os custos envolvidos.

Parece óbvio, mas tem empreendedor que esquece. As parcelas têm que caber no caixa da empresa, caso contrário, a dívida pode virar uma bola de neve. Se a instituição financeira oferecer uma parcela muito alta, a sugestão é tentar negociar o prazo ou simplesmente desistir da proposta.

Precisa de crédito para investir no seu negócio? Clique aqui e conheça a Cashme. 

Tipos de empréstimos para pequenas e médias empresas

1. Empréstimo pessoal:

É o crédito oferecido pelo banco para ser usado pela empresa. Há linhas de crédito criadas para todos os tipos de empresa e finalidades (como compra de equipamentos, ampliação do espaço ou capital de giro).

Por isso, é importante que o empreendedor tenha bem definido o propósito com o empréstimo.As taxas de juros e prazos de negociação variam conforme cada instituição financeira.

Em média, ficam em 6,17%* ao mês, o que é uma taxa alta para o empreendedor brasileiro.

2. Crédito Consignado:

O empréstimo consignado é bastante buscado pelos brasileiros, justamente por ter menos burocracia.O valor para pagar as parcelas desse tipo de empréstimo é retirado diretamente da folha de pagamento do empregado ou de algum benefício que ele receba pelo Governo Federal.

Dessa maneira, caso o consumidor não tenha interesse de pagar uma parcela em um determinado mês, esse pagamento será feito de qualquer forma.Além disso, esse tipo de empréstimo cobra taxas mensalmente.

Quanto mais tempo para pagar, mais alto fica o valor no final. A taxa de juros média ao mês varia conforme o tipo de crédito:

Crédito Consignado INSS: 1,79%**
Crédito Consignado para servidores públicos: 1,76%**
Crédito Consignado Privado: 2,61%**

3. Cheque Especial:

Quem tem conta corrente e um cartão de crédito tem direito a esse crédito automaticamente. É um dinheiro além do saldo disponível.

No entanto, esse empréstimo tem juros altíssimos e um prazo de pagamento de 45 dias. A taxa de juros pode chegar a 7,96%* ao mês.

4. Cartão de crédito:

Para uso do empréstimo por meio de cartão de crédito, o interessado precisa estar ciente sobre a necessidade de pagar a fatura em dia.Caso contrário, os juros são bem altos.Por isso, é um tipo de empréstimo que exige bastante planejamento.

Outro fator que pode não ser interessante para todo mundo, é que o valor do limite varia conforme o perfil financeiro do usuário.

A taxa média de juros do cartão de crédito rotativo, que é quando o consumidor não consegue pagar o valor total da fatura, é de 12,43%** ao mês.

Já a taxa média de juros do cartão de crédito parcelado é de 8,43%** ao mês.

5. Empréstimo Home Equity:

É uma modalidade de empréstimo em que você coloca um imóvel como garantia, seja uma casa, apartamento, loja, sala comercial, terreno.

Sem dúvida, é a que apresenta o maior número de vantagens: taxas reduzidas, prazo estendido e valor contratado acima do mercado, além da agilidade na aprovação do crédito.

No gráfico abaixo, você pode visualizar melhor a diferença entre cada uma das possibilidades.

Precisa de crédito para investir no seu negócio? Clique aqui e conheça a cashme. 

CashMe

A CashMe, por exemplo, é uma empresa do Grupo Cyrela especializada em Home Equity, ou seja, em empréstimo com imóvel em garantia.

A fintech cobra a menor taxa entre as modalidades de empréstimo: a partir de 1,17% a.m. + IPCA. Além disso, o prazo de pagamento é bem interessante: são até 120 meses para pagar.

“Mais um diferencial da CashMe é que a avaliação é feita rapidamente. O empreendedor não precisa ficar esperando por dias”, comenta Juliano Bello, co-founder da CashMe.

O crédito a ser concedido pode chegar a 60% do valor do imóvel e pode ser contratado por quem tem imóvel quitado ou financiado. Os empréstimos são a partir de R$100 mil.

Se você é um empreendedor e precisa de capital de giro para alavancar o seu negócio, investir no home equity tende a ser a melhor saída.

Para ter certeza de que essa alternativa é boa para você, faça uma simulação de crédito agora mesmo, pelo simulador. É online e de graça! Ou clique aqui para conhecer mais sobre a Cashme. 

 

Importante: A publicação acima é um conteúdo patrocinado, sendo que a Infostocks Informações e Sistemas Ltda. (“InfoMoney”) não tem qualquer responsabilidade pelo conteúdo e informações disponibilizadas, não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações, não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. O autor ou empresa responsável pelo conteúdo estão indicados na própria publicação.