Estratégia

Empresas de entrega lançam serviços sem contato durante pandemia do coronavírus

Os entregadores de bicicleta também poderão escolher a entrega sem contato.

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

(Bloomberg) — O maior número de clientes em quarentena obrigou empresas de entrega de alimentos a equilibrar um potencial aumento de pedidos com o risco de espalhar a doença para clientes e motoristas.

Tanto Uber Technologies e Deliveroo disseram que fizeram reservas para pagar motoristas que possam adoecer ou sejam obrigados a ficar em quarentena.

A Deliveroo, com sede em Londres, orçou vários milhões de libras para compensar motoristas por perdas devido à doença, segundo uma pessoa com conhecimento do assunto que pediu para não ser identificada. A empresa compensará os motoristas afetados por 14 dias, acima do valor da licença médica exigido no Reino Unido, disse a pessoa.

Aprenda a investir na bolsa

O Uber disse que vai pagar motoristas nos EUA, Reino Unido e México por um período caso sejam diagnosticados com a Covid-19 ou colocados em quarentena, e a empresa planeja implementar o programa em todo o mundo.

Em mensagem enviada a clientes do Reino Unido, o presidente da Deliveroo, Will Shu, anunciou o lançamento de um serviço para permitir que motoristas deixem a comida na porta, evitando contato com clientes. O Uber disse na quarta-feira que os usuários podem deixar uma nota no aplicativo pedindo entrega semelhante.

Segundo uma pessoa a par da estratégia da Deliveroo, que deve ser lançada na próxima semana, os entregadores de bicicleta também poderão escolher a entrega sem contato.

As outras medidas da Deliveroo incluem encomendar álcool gel para motoristas e permitir que clientes em algumas áreas do Reino Unido encomendem produtos de cozinha e domésticos de supermercados por meio do aplicativo.

Aproveite as oportunidades para fazer seu dinheiro render mais: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações!