Café de milhões

Empresa de supercafés fatura R$ 160 milhões em 2021 e mira vendas no exterior

Concorrendo com energéticos tradicionais, companhia achou espaço em quem demanda ingredientes saudáveis; fez reposicionamento e parceria global com Amazon

Por  Equipe InfoMoney -

Quando Bruno Lima criou, em 2016, um portal sobre saúde, bem-estar e alta performance, não imaginava que cinco anos depois teria uma empresa com faturamento anual de R$ 160 milhões. A Caffeine Army surgiu pela falta de suplementos naturais no mercado brasileiro que de fato atendessem às necessidades do público wellness, especialmente o lado de energia e concentração.

O pontapé inicial veio do capital próprio no valor de R$ 30 mil. “Desde então, mantivemos nosso crescimento em uma estratégia bootstrap [lançando uma empresa do zero]”, disse Murilo Allan, líder de marketing da Caffeine Army, em entrevista ao InfoMoney.  

“Em 2018, inovamos e lançamos a fórmula SuperCoffee, criando a categoria do que alguns chamam de supercafés ou cafés funcionais. Nós preferimos posicionar o SuperCoffee como um produto energético inteligente à base de café. Acreditamos que concorremos com bebidas energéticas tradicionais, que não se preocupam com a saúde dos seus consumidores”, afirmou Allan. 

“São produtos cheios de açúcar e/ou estimulantes pesados, que proporcionam efeitos colaterais como taquicardia, ansiedade ou insônia. O SuperCoffee, além de zero açúcar, não causa efeitos colaterais. É uma energia na medida. Acima de tudo, uma dose de saúde e bem-estar”, completou o executivo.

Em 2021, a Caffeine Army vendeu quase dois milhões de latas de seu SuperCoffee, que ela diz ser o primeiro Smart Energy do mundo. Para este ano, a meta é crescer esse número em pelo menos 900 mil unidades, totalizando a venda de 2,91 milhões de produtos. 

Além das vendas por e-commerce e pelos pontos de venda, a Caffeine Army tem o clube de assinantes – com descontos, promoções e envio sem frete – chegando assim a 450 mil clientes no ano passado.

“Quando dizemos que é um produto inteligente, queremos dizer que são 15 ingredientes especialmente combinados entre si – o que faz do SuperCoffee um suplemento extremamente versátil. Para os praticantes do jejum intermitente, o SuperCoffee proporciona energia e saciedade, sem quebrar o jejum”, explicou o líder de marketing da companhia.

“Para quem tem grandes metas e precisa de um alto rendimento no trabalho, o suplemento estimula o foco e a concentração de uma maneira especial. Para os praticantes de atividade física, o produto é um pré-treino incrível, proporcionando alta performance física. O produto foi feito para que cada pessoa viva sua versão ao máximo”, concluiu.

Internacionalização

De olho na fama que os cafés brasileiros tradicionalmente já têm no exterior, e apostando no diferencial de seu produto, a Caffeine Army já mira sua internacionalização. Recentemente, a companhia firmou parceria com a Amazon para vender seus SuperCoffees na Europa e nos Estados Unidos.

“Nos nossos canais, é comum recebermos mensagens de pessoas de fora do Brasil e, há tempo, já constatamos essa demanda pelo SuperCoffee. Nesse ano, fechamos uma parceria com a Amazon e vamos iniciar a distribuição do produto internacionalmente. É um primeiro passo para nossa estratégia de expansão global”, disse Allan.

Antes disso, a marca passou por um reposicionamento, com mudança da identidade que vem como uma forma de reorganização visual que também contempla a criação e o fortalecimento integrado de seus pilares, manifesto de marca, novas linguagens para redes sociais e landing page, além claro, do design de 11 embalagens. 

Ela também lançou o SuperCoffee 3.0 com nova fórmula. “Nosso propósito é desenvolver uma comunidade global de milhões de pessoas que vivam suas melhores versões. Levantamos a bandeira do bem-estar e nosso desejo é transformar a vida das pessoas através da entrega de recursos que inspirem o equilíbrio, em suas diferentes formas.”

Conheça as futuras gigantes da Bolsa e acelere sua liberdade financeira em um curso gratuito: assista!

Compartilhe