Efeitos da pandemia na aviação

Emirates vai suspender operações com passageiros a partir de 25 de março

Aérea disse que a medida "dolorosa, porém pragmática" vai permitir que o grupo preserve a viabilidade dos seus negócios

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

A Emirates Airline anunciou neste domingo (22) que vai suspender voos com passageiros a partir do dia 25 de março, próxima quarta-feira, por causa da crise do coronavírus.

De propriedade do emirado de Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, a aérea disse que a medida “dolorosa, porém pragmática” vai permitir que o grupo preserve a viabilidade dos seus negócios e asssegure empregos pelo mundo. Operações de carga vão continuar.

“Como uma áerea de alcance global, estamos em uma situação na qual não podemos operar de forma viável serviços de passageiros até que os países reabram suas fronteiras e a confiança para viajar volte”, disse o CEO do Grupo Emirates, o sheik Ahmed Saeed al-Maktoum.

Aprenda a investir na bolsa

O grupo afirma que não vai cortar empregos. Mas, para ajudar a conter custos, a Emirates vai incentivar sua equipe a tirar licenças remumeradas e não remuneradas, além de reduzir o salário da maior parte de seus funcionários entre 25% e 50% pelos próximos três meses.

Os presidentes da Emirates Airline e da Dnata, empresa de assistência em terra do grupo, não serão pagos durante o mesmo período.

A Emirates é a principal operadora do A380, maior avião comercial do mundo, e está entre as cinco maiores aéreas do planeta em termos de passageiros e toneladas transportadas por quilômetro voado.

Aproveite as oportunidades para fazer seu dinheiro render mais: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações!