Exportação

Embargo do Japão às carnes brasileiras não afeta negócios, diz Minerva

Frigorífico diz que já não exportava carne-in-natura para o país e a restrição foi, portanto, limitada à exportação de processados

SÃO PAULO – O frigorífico Minerva (BEEF3) afirmou nesta segunda-feira (10) que o embargo do Japão às carnes bovinas do Brasil não afeta os negócios da companhia. “O Minerva já não exportava carne in-natura para o país asiático e esta restrição foi, portanto, limitada à exportação de carne bovina industrializada/processada”, explicou a companhia, em nota.

O frigorífico destaca ainda que, na sexta-feira passada, a OIE (Organização Mundial de Saúde Animal), manteve a classificação do Brasil como país de risco insignificante para o mal da vaca louca, confirmando que o Brasil é livre da doença.

“Esta classificação tem sido seguida por importantes países e blocos consumidores como Chile e Europa”, destacou o Minerva. A companhia comentou ainda que o Ministério de Agricultura do Brasil está prestando todos os esclarecimentos necessários para qualquer país que tenha solicitado informações sobre o evento, com o objetivo de ratificar a decisão tomada pela OIE.

Mesmo assim, as ações da companhia sofrem neste pregão por conta da notícia. Por volta de 15h45 (horário de Brasília), os papéis recuavam 3,88%, valendo R$ 10,41.