Small Caps

Em reorganização, Coteminas tem potencial para duplicar de valor em 2013

Mesmo com um cenário de dificuldades, corretora projeta para os próximos dois anos um avanço na receita líquida na casa dos 16,9% e de 12,0%, respectivamente

Bath towels

SÃO PAULO – Iniciando a cobertura para as ações da Coteminas (CTNM4), a Tecnica Assessoria de Investimentos calculou a partir da evolução dos resultados e das perspectivas da empresa um preço-alvo para as ações em R$ 7,42 ao final do ano, o que significa um potencial de upside de 107,26%  em relação ao fechamento de 18 de fevereiro. Diante do alto potencial de valorização, eles recomendam a compra dos papéis da empresa.

Os analistas Renato Assunção Campos e Harold Thau, que assinam o relatório da consultoria, destacam que o fato da empresa ter descontinuado parte de suas operações em 2010 implicou na reversão dos prejuízos das operações continuadas nos 9 primeiros meses de 2012.

Outro ponto destacado por Campos e Thau é a necessidade de redução dos custos de fabricação, que foram os principais responsáveis pelo mau desempenho nos últimos anos e foram influenciados por parte dos ativos da Springs Global Participações, adquiridos em 2006 e hoje descontinuados.

PUBLICIDADE

A Tecnica também destaca o maior foco nas atividades de varejo – que passaram de 10% para 20% desde 2009 -; a reestruturação das unidades produtivas a partir da venda ou descontinuação de operações pouco rentáveis; o aumento da capacidade produtiva e o desenvolvimento de projetos imobiliários; e o aumento da participação do mercado interno, que possui melhores perspectivas de crescimento.

Atenção ao câmbio
Porém, nos últimos anos a empresa teve
 um aumento considerável do endividamento e atualmente tem uma exposição alta à oscilação cambial, tanto em termos de custos, quanto de receitas. Além disso, preocupam a corretora as incertezas sobre o processo de reorganização do grupo, a venda das operações deficitárias e o mau desempenho da companhia nos últimos anos.

Mesmo assim, para os próximos dois anos, a corretora projeta um avanço de 16,90% e de 12,00% na receita líquida, respectivamente. Para os três anos seguintes – 2014 à 2016 -, é esperado um crescimento anual médio de 10,67%.

História
A Companhia foi fundada em 1967 e é controlada pela família de José Alencar Gomes da Silva, que detém mais de 50,0% das ações ordinárias. Desde 2006, a companhia realizou uma série de aquisições e associações com a Springs Industries, passando a deter cerca de 70,0% do controle da Springs Global Participações, cujos negócios contribuem com mais de 60,0% das vendas consolidadas da Companhia.

Atualmente, a Coteminas se dedica, por meio de suas subsidiárias, à fiação, tecelagem, acabamento e confecção de tecidos para a fabricação de roupas em geral, roupas de banho e de cama. A empresa possui unidades de produção no Brasil, Estados Unidos, Argentina e México. De 2009 a 2012, o número de lojas da empresa saltou de 103 para 250.