Caso Amianto

Em meio ao adiamento do julgamento do amianto, ação da Eternit dispara 8%

Papéis devovem parte das perdas acumuladas na semana; decisão final deve sair somente no ano que vem

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A interrupção do julgamento do STF (Superior Tribunal Federal) sobre a proibição da comercialização e produção do amianto no País parece ter sido bem recebida pelos investidores, tendo em vista a forte valorização das ações da Eternit (ETER3) nesta quinta-feira (1).

Por volta das 10h55 (horário de Brasília), os papéis da companhia mostravam alta de 6,67%, cotados a R$ 8,96. Na máxima do dia, esses ativos chegaram a valer R$ 9,10, o que indicava valorização de 8,33%. Até o momento, as ações ETER3 já movimentaram R$ 1,22 milhão, ficando bem próximo do giro médio diário visto nos últimos 21 pregões – algo em torno de R$ 1,5 milhão.

Decisão adiada
Na última quarta-feira, estava sendo julgada a tão aguardada questão da constitucionalidade de leis dos estados de São Paulo e Rio Grande do Sul que proíbem o uso, a produção e a comercialização de amianto. A votação estava empatada em 1 a 1. Carlos Ayres Britto, presidente do STF, votou contra as ações que questionavam a competência dos estados para legislar sobre o assunto. Já o ministro Marco Aurélio Mello disse que cabe à União a legislação do assunto.

O julgamento foi interrompido pois não havia quórum para julgar especificamente o processo sobre a lei federal – era exigido pelo menos oito ministros. A expectativa é de que a discussão só volte no ano que vem, segundo expectativa do presidente e diretor de relações com investidores da Eternit, Élio Martins.

Ainda durante a teleconferência, Martins disse que, pensando no cenário mais drástico tomado pelo STF (a proibição imediata do amianto em todo o País), o impacto poderia ser em torno de 50% do resultado líquido da companhia, levando-se em conta os dados divulgados até junho. Já nesse ano o impacto seria até um pouco maior por conta dos impactos do câmbio, acrescenta o diretor.

Volatilidade
A expectativa sobre a proibição do amianto no Brasil tem feito as ações da Eternit sofrerem forte volatilidade nos últimos dias. Nos três pregões anteriores desta semana, os papéis ETER3 acumularam perdas de quase 14% – tendo recuado 10,87% na segunda e 4,76% na quarta -, apresentando um volume bastante acima da média em todos esses dias. Com a alta desta quinta, os ativos da companhia acumulam ganhos de 6,02% em 2012.