Energia

Eletropaulo perde disputa bilionária e ação despenca até 9%

Companhia é condenada a pagar R$ 1,3 bilhão à Eletrobras, mais de um terço de seu valor de mercado; empresa irá recorrer

SÃO PAULO – Condenada a pagar um empréstimo bilionário à Eletrobras (ELET3, ELET6), que estava em disputa na justiça, as ações da Eletropaulo (ELPL4) despencam 8,7% nesta sexta-feira (14), aos R$ 12,78, segundo cotação das 10h26 (horário de Brasília). Na mínima do dia a queda chegou a 9,29%.

Segundo comunicado enviado ao mercado, esse valor vem desde outubro de 1986, quando a Eletropaulo ainda era controlada pelo estado de São Paulo. A disputa envolve o pagamento de saldo de empréstimo contratado entre as duas elétricas. A Cteep (TRPL4) também estava envolvida na disputa.

No entanto, a 5ª Vara da Comarca do Rio de Janeiro determinou que a Eletropaulo é integralmente responsável pelo pagamento, cujo valor atualizado equivale a R$ 1,3 bilhão. O valor de mercado da empresa é de R$ 3 bilhões, segundo cotação do último fechamento.

As ações ELET3 avançam 0,61%, enquanto as ELET6 sobem 0,63% e as TRPL4 se valorizam em 0,64%.

Boas chances de reverter
“Contra essa decisão, a AES Eletropaulo apresentará os recursos cabíveis, com vistas a suspender os seus efeitos e anulá-la”, informa a empresa, em comunicado.

A Eletropaulo diz que a medida não tem impacto imediato, e os assessores legais estimam uma boa chance nos recursos que serão apresentados. A avaliação de perda continua como possível, complementa a companhia