Investimentos

Eletrobras investiu R$ 2,3 bilhões a menos do que o esperado em 2012

Números estimados indicam que a companhia elétrica investiu R$ 10 bilhões neste ano; para 2013, orçamento prevê investimentos em R$ 13,7 bilhões

arrow_forwardMais sobre
Usina Eólica Volta do Rio – Ceará *** Local Caption *** Vista dos aerogeradores durante a visita técnica à usina Eólica Volta do Rio no Ceará. Usina eólica conectada a SE SOBRAL III, Chesf. A usina pertence ao grupo Energimp S/A, controlado pela IMPSA WIND (Industrias Metalúrgicas Pescarmona S.A.).

Rio de Janeiro – Os números estimados pela Eletrobras (ELET3, ELET6) indicam que um investimento, este ano, de R$ 10 bilhões, do total programado de R$ 12,3 bilhões, informou hoje (28) a estatal, por meio de sua assessoria de imprensa. Em 2013, o orçamento previsto para investimentos é R$ 13,7 bilhões. O balanço deste ano deverá ser divulgado até o primeiro trimestre de 2013.

A Eletrobras deverá ter uma queda na receita, devido à renovação das concessões de geração e transmissão que venceriam em 2015 e 2017 para adesão ao programa de redução da conta de energia do governo federal. As concessões representavam 16 usinas e 56 mil quilômetros de linhas de transmissão. Não foi definida a indenização a que a companhia terá direito por ativos não amortizados. A garantia mínima são recursos no valor de R$ 14 milhões, que serão direcionados para investimentos.

Em consequência da queda da receita, a empresa está trabalhando em um plano de redução de custos entre 2013 e 2015, incluindo diminuição de verba para publicidade e patrocínio, como o destinado para confederações esportivas como a Confederação Brasileira de Basquete, que recebeu este ano R$ 13 milhões da estatal, e na melhoria da eficiência empresarial, visando à obtenção de ganhos de escala. O plano será anunciado no início do próximo ano.

A Eletrobras completou 50 anos em 2012, com a entrada em funcionamento das nove primeiras turbinas da Usina de Santo Antônio, localizada em Rondônia; da Usina Passo São João, no Rio Grande do Sul; das duas primeiras turbinas da Usina Mauá, no Paraná; e da primeira máquina da pequena central hidrelétrica (PCH) Barra do Rio Chapéu, em Santa Catarina. Esses empreendimentos representam geração de 1.077,8 megawatts (MW).

Para 2013, a Eletrobras prevê o início de operação das usinas hidrelétricas Jirau, em Rondônia, com 3.750 MW; Simplício, no Rio de Janeiro, com 333,7 MW; Batalha, em Goiás, com 52,5 MW; e São Domingos, no Mato Grosso do Sul, com 48 MW, além da PCH João Borges, em Santa Catarina, com 19,5 MW.

Também está prevista a entrada em funcionamento, no ano que vem, dos parques eólicos do Livramento, no Rio Grande do Sul; Miassaba 3 e Rei dos Ventos 1 e 3, no Rio Grande do Norte; Casa Nova, Pedra Branca, São Pedro do Lago e Sete Gameleiras, todas na Bahia. No total, serão 535,1 MW a mais no sistema elétrico nacional.

Está prevista em 2013 a inauguração da primeira usina solar do grupo Eletrobras. O projeto Megawatt Solar, da Eletrosul, que vai gerar 1 MW, a partir de placas solares instaladas no terraço do prédio da empresa, situado em Florianópolis (SC).

Durante o ano, as empresas Eletrobras energizaram 955 km de linhas. Atualmente, encontram-se em construção 13.139,4 km de linhas de transmissão, com investimentos de R$ 10,6 bilhões. Para 2013, a meta é iniciar a operação de mais 9.536 km de linhas, informou a estatal.