Conteúdo Patrocinado
Oferecido por

Diálogo avalia mudança de perfil e pretende expandir obras para canteiros maiores

Construtora com forte atuação na Zona Leste de São Paulo pretende ampliar número de torres em lançamentos

arrow_forwardMais sobre

Edgard e Guilherme Nahas, da Diálogo Engenharia, são os convidados de mais uma edição do Construcast, o 27º episódio da temporada 2020. A empresa foi criada por Edgard em 1987, seguindo um sonho de infância de fundar uma empresa no setor. Os engenheiros contam como a companhia se consolidou na Zona Leste de São Paulo e quais os planos para seguir competindo em um mercado tão concorrido.

A construtora está entre as dez maiores da capital paulista e já entregou mais de 12 mil apartamentos. A Diálogo planeja entregar mais cinco mil unidades nos próximos dois anos, boa parte na zona Leste de São Paulo. “Em 1984 construí o primeiro prédio em um terreno de 500 m² no Carrão e uma coisa vai puxando a outra. Você fica conhecido e bem aceito na região”, explicou Edgard.

Guilherme, filho do fundador e co-CEO da Diálogo Engenharia, conta que a empresa tem tradição de apostar em empreendimentos de apenas uma torre, mas assumiu que planeja entrar com mais força nas obras com canteiros maiores, para duas ou três torres.

O objetivo, no entanto, é preservar as características da Diálogo. “Sempre vamos manter o conceito de oito ou dez apartamentos por andar, com até 25 andares. O canteiro maior é melhor para construir, mais fácil para projetar e melhor para morar”, disse Guilherme.

O executivo pontua que as obras maiores possuem área de lazer mais robusta, a taxa de condomínio acaba ficando menor e o terreno fica mais marcante dentro do bairro. “Estamos migrando desses empreendimentos de uma torre para outros com duas ou três, mas sempre mantendo a característica de ser eficiente como canteiro pequeno”, ressaltou.

Pai e filhos no comando

Formado em engenharia pelo Mackenzie, em 1981, Edgar seguiu o sonho de criança de construir e fundou a Diálogo Engenharia em 1987. Já Guilherme é formado em engenharia civil pela Universidade de Mauá, com pós-graduação em Finanças pelo Insper, e atua há 14 anos na construtora, hoje no posto de co-CEO.

“A engenharia veio desde pequeno com aquele sonho de construir. Meu pai construiu algumas casas, galpões, e sempre vivi e sonhei com isso”, contou Edgard.

PUBLICIDADE

Em janeiro de 1987 o executivo fundou a Diálogo. “Todo mundo me pergunta por que esse nome e eu respondo que não sei, foi uma escolha e deu muita sorte, foi muito bem recebido. A turma fala que era monólogo porque eu não deixo ninguém falar, mas agora já passou. Meus três filhos trabalham aqui, arrumei três chefes”, brincou o fundador.

Sobre as possibilidades de abrir o capital da empresa, Edgard explicou que preferiu não mudar o modelo de negócio. Guilherme lembrou uma passagem marcante.

“Teve aquele boom de IPOs e a Diálogo não teve nem dúvida de que não ia fazer nenhuma mudança no quadro societário. Nos reunimos com meu pai e perguntamos o que faríamos com as outras empresas abrindo capital e expandido e ele falou: “vamos fazer o que sempre fizemos, trabalhar’”, lembrou.

Construcast

O Construcast é o podcast do MoneyLab, laboratório de criação do InfoMoney, em parceria com a OLXuma das maiores plataformas de compra e venda online do Brasil e a mais lembrada pelos consumidores para compra, locação e venda de imóveis; e com a CashMe, fintech do Grupo Cyrela que faz empréstimo com imóvel e garantia, sendo uma alternativa de funding para incorporadores e um parceiro estratégico para as imobiliárias.

O programa vai ao ar toda terça-feira, e conta com um trio bastante experiente na apresentação: Ricardo Reis, CEO da Reis Real Estate e professor e apresentador do Programa Imóveis no InfoMoney, Marcelo Dadian, VP do ZAp+ na OLX Brasil, e Juliano Bello, co-fundador da CashMe.

Importante: A publicação acima é um conteúdo patrocinado, sendo que a Infostocks Informações e Sistemas Ltda. (“InfoMoney”) não tem qualquer responsabilidade pelo conteúdo e informações disponibilizadas, não dá nenhuma segurança ou garantia, seja de forma expressa ou implícita, sobre a integridade, confiabilidade ou exatidão dessas informações, não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo. O autor ou empresa responsável pelo conteúdo estão indicados na própria publicação.